Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de necrose regulada induzidos pelas terapias fotodinâmica e sonodinâmica em células displásicas epiteliais orais: estudo in vitro e in vivo

Processo: 23/11402-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2024
Vigência (Término): 31 de maio de 2026
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Luciana Corrêa
Beneficiário:Saygo Tomo
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Morte celular   Terapia fotodinâmica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:displasia epitelial | morte celular | Terapia Fotodinâmica | Terapia Sonodinâmica | Patologia Oral e Maxilofacial

Resumo

As displasias epiteliais orais (DEO) constituem lesões potencialmente malignas cujo tratamento ainda é discutido, dado ao alto índice de recidivas e as possibilidades de grandes perdas teciduais devido a intervenções cirúrgicas extensas. A terapia fotodinâmica (PDT) tem sido considerada um método não cirúrgico promissor para o tratamento da DEO, porém a caracterização do mecanismo de necrose regulada (necroptse, piroptose e ferroptose) ainda precisa ser descrito. Recentemente, a terapia sonodinâmica (SDT) tem emergido também como um tratamento coadjuvante para neoplasias malignas, dado seu potencial de alta penetração nos tecidos. A conjugação da PDT com a SDT tem sido testada em algumas células neoplásicas in vitro e em modelos tumorais in vivo, demonstrando um sinergismo entre as duas terapias que potencializa a eficácia de morte celular, principalmente nas camadas mais profundas teciduais. Essa associação ainda não foi testada nas DEO, nem tampouco os tipos de morte celular induzidos pela conjugação das duas terapias foram descritos nessas lesões. O objetivo deste estudo é verificar os padrões de necrose regulada presentes em células orais displásicas expostas a PDT, SDT e terapia sono-fotodinâmica (SPDT), mediadas pelo ácido 5-aminolevulínico. Na primeira fase do estudo, será avaliada a expressão de marcadores de necroptose, piroptose e ferroptose em cultivos celulares tridimensionais (organotípico) de queratinócitos orais displásicos, após exposição a PDT, SDT e SPDT. Na segunda etapa, lesões orais potencialmente malignas serão quimicamente induzidas em línguas de Rato Wistar, os quais também serão submetidos às mesmas intervenções e análises dos marcadores de necrose regulada. A análise desses marcadores será feita por ensaios bioquímicos e por imunofluorescência. Espera-se elucidar o mecanismo de morte celular induzido pela PDT, SDT e SPDT nas lesões displásicas orais, contribuindo para o aprimoramento de protocolos clínicos de tratamento dessas lesões.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)