Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioinsumo composto por bactérias e nanosílica para redução de estresse térmico em culturas de arroz e feijão

Processo: 24/04068-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência (Início): 01 de abril de 2024
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Amanda Carolina Prado de Moraes
Beneficiário:Amanda Carolina Prado de Moraes
Empresa Sede:MONERA AGROCENCIA INOVA SIMPLES (I.S)
CNAE: Atividades de apoio à agricultura
Vinculado ao auxílio:23/14468-6 - Bioinsumo composto por bactérias e nanosílica para redução de estresse térmico em culturas de arroz e feijão, AP.PIPE
Assunto(s):Microbiologia agrícola   Agricultura sustentável   Fixação biológica de nitrogênio   Inoculantes   Estresse térmico   Arroz   Feijão   Segurança alimentar
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:agricultura sustentável | fixação biológica de nitrogênio | inoculante | Microbiologia agrícola

Resumo

A segurança alimentar enfrenta um complexo desafio devido à perda contínua da fertilidade do solo e ao perigo iminente das mudanças climáticas. Soluções sustentáveis para a agricultura são cada vez mais urgentes para preservar os recursos naturais e mitigar os impactos negativos do aquecimento global na produção agrícola. Desta forma, os bioinsumos surgiram como alternativa aos fertilizantes e biocidas químicos na agricultura, por não representarem riscos ao meio ambiente/saúde dos seres vivos e serem economicamente vantajosos. A demanda por esses produtos biológicos vem crescendo exponencialmente em todo o mundo, especialmente no Brasil, onde a agricultura é dependente de insumos sintéticos importados, com elevados custos ao produtor. Apesar de suas vantagens, os bioinsumos compostos por microrganismos podem apresentar problemas como inconsistência e ineficácia em consequência dos diversos fatores e interações ambientais que ocorrem no campo, portanto, é necessário explorar diferentes tecnologias para torná-los mais estáveis e eficazes. O arroz e o feijão são alimentos ricos em nutrientes e possuem papel relevante na alimentação brasileira e de outros países, sendo o Brasil um dos maiores produtores de feijão do mundo. Contudo, são culturas extremamente sensíveis às variações climáticas, resultando em redução na produção agrícola quando ocorre aumento da temperatura. Nanopartículas de sílica podem ser utilizadas na formulação dos bioinsumos para aumentar a eficiência das bactérias em promover o crescimento vegetal e tolerância ao estresse térmico. Neste contexto, o projeto proposto visa formular um bioinsumo inovador, composto por bactérias e nanopartículas de sílica para promoção de crescimento vegetal e redução de estresse térmico em culturas de arroz e feijão. As bactérias a serem utilizadas foram previamente isoladas do bioma Cerrado e demonstraram capacidade in vitro de fixação de nitrogênio, solubilização de fosfato e produção de ácido indolacético (AIA), pertencentes à coleção do laboratório de Microbiologia de Biomoléculas da Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. A inovação do bioinsumo proposto consiste na aplicação de nanopartículas de sílica para aumentar a estabilidade e eficácia das bactérias promotoras de crescimento vegetal e tornar as plantas mais tolerantes em condições de estresse térmico, sendo um produto com grande potencial comercial, pois se apresenta como uma solução ecológica, econômica e eficiente para a nutrição e proteção térmica para as culturas de arroz e feijão, que constituem a base alimentar da população brasileira e possuem baixa tolerância à variação térmica. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)