Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da dimensionalidade de perovskitas na recombinação de portadores de cargas em células solares

Processo: 23/05797-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2024
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2026
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:André Sarto Polo
Beneficiário:Bárbara Scola Rodrigues
Instituição Sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Células solares   Perovskita   Conversão de energia   Energia solar
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:células solares de perovskita | conversão de energia solar | Perovskitas 2D | recombinação de portadores de cargas | 3D | Nanomateriais

Resumo

Células solares de perovskitas (PSCs) são uma tecnologia fotovoltaica emergente que se mostra como uma opção viável para substituir as tecnologias comerciais disponíveis devido à sua alta eficiência e baixo custo. No entanto, a baixa durabilidade é uma das principais limitações à sua aplicação. As perovskitas são susceptíveis à hidrólise quando expostas à umidade, levando à perda de eficiência. Dentre as diversas alternativas têm sido investigadas para superar esse problema, o uso de perovskitas com diferentes dimensionalidades de (2D/3D) tem se mostrado uma abordagem bastante promissora. As perovskitas 2D são formadas sobre a camada 3D por meio da inserção de cátions de cadeias orgânicas que são espaçadores hidrofóbicos, porém, a natureza isolante desses cátions diminui a eficiência das PSCs, por exemplo favorecendo a recombinação dos portadores de cargas. Para melhorar o desempenho dos PSCs, é necessário entender tais vias de recombinação de portadores de carga nestes dispositivos. Neste projeto serão utilizadas diversas técnicas para investigar os mecanismos de perda e entender as vias de recombinação de carga em células solares de perovskita 2D/3D. Os cátions espaçadores serão variados sistematicamente para estabelecer uma correlação com a eficiência de conversão de luz solar e desenvolver estratégias para promover melhorias na composição do material. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)