Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos vasculares em um modelo experimental clássico da síndrome de EHLERS-DANLOS (clEDS) causado pela ausência da Tenascina X

Processo: 23/14854-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2024
Vigência (Término): 30 de junho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Luciano de Figueiredo Borges
Beneficiário:Luciano de Figueiredo Borges
Pesquisador Anfitrião: Valcourt Ulrich
Instituição Sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université Claude Bernard Lyon 1, França  
Assunto(s):Aorta   Biologia vascular   Matriz extracelular
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:aorta | biologia vascular | matriz extracelular | telócito | Tenascina X | Biologia Vascular

Resumo

A Tenascina X (TNX) foi a primeira molécula não colagênica da matriz extracelular que se mostrou relacionada à Síndrome de Ehlers-Danlos Clássica (clEDS), um grupo de distúrbios heterogêneos caracterizados por alterações nas propriedades biomecânicas dos tecidos conjuntivos. Os pacientes com clEDS são notavelmente caracterizados pela fragilidade vascular, que varia de hematomas espontâneos à complicações hemorrágicas. Os mecanismos patológicos que explicam a fragilidade vascular na ausência de TNX nunca foram explorados. O projeto VASCLEDS tem como objetivo determinar o papel desempenhado pela TNX na arquitetura e na função vascular. Em um modelo de clEDS em camundongo, caracterizaremos os defeitos vasculares mecânicos, vasomotores e estruturais causados pela deficiência de TNX. Também avaliaremos o envolvimento dos telócitos na manutenção da integridade vascular. Por fim, identificaremos os fatores moleculares e celulares envolvidos na fragilidade vascular e exploraremos a função da TNX no desenvolvimento de aneurismas e dissecções da aorta torácica em camundongos e humanos, usando abordagens complementares in vivo, ex vivo e in vitro.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)