Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de uma nova liga de alta entropia por síntese mecânica

Processo: 23/15812-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2024
Vigência (Término): 30 de junho de 2024
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Pesquisador responsável:Diego Rafael Nespeque Correa
Beneficiário:Jhuliene Elen Muro Torrento
Supervisor: Sophia Alexandra Tsipas
Instituição Sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad Carlos Iii De Madrid, Campus De Leganés, Espanha  
Vinculado à bolsa:21/13921-3 - Desenvolvimento de uma liga de alta entropia de baixo custo para potencial aplicação como dispositivos de fixação óssea, BP.DR
Assunto(s):Biomateriais   Metalurgia do pó   Microestruturas   Propriedades mecânicas   Síntese mecânica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biomaterial | Liga de Alta Entropia | Metalurgia do pó | microestrutura | Propriedades mecânicas | síntese mecânica | Biomateriais

Resumo

Recentemente, foram desenvolvidas ligas de alta entropia (HEAs) compostas por cinco ou mais elementos em proporção próxima à equimolar. Esses materiais têm sido reconhecidos por sua alta resistência mecânica, elasticidade e resistência à corrosão, o que tem atraído atenção na área biomédica. No entanto, as ligas de alta entropia atualmente desenvolvidas necessitam de propriedades mecânicas, eletroquímicas e biológicas ajustadas para uso como biomateriais. Isto torna o desenvolvimento de novas ligas HEA para uso específico como biomateriais um campo promissor. Além disso, a síntese mecânica é um dos métodos mais eficientes e sustentáveis para preparar HEAs porque pode aumentar a solubilidade sólida e produzir microestruturas homogêneas a partir de partículas de pó. Neste cenário, este projeto visa desenvolver a liga de alta entropia recentemente desenvolvida Ti-30Zr-28Nb-5Mn-1.5Al-5Fe (% em peso) através de síntese mecânica de pós metálicos comercialmente puros e compará-la com a amostra produzida por fusão a arco de argônio, em termos de densidade, composição de fases, microestrutura e propriedades mecânicas selecionadas. Em seguida, será avaliada a potencial aplicação biomédica da amostra obitda por síntese mecânica em contraste com a produzida por fusão a arco tradicional.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)