Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação funcional do papel de lncRNAs oncogênicos no Adenocarcinoma Pancreático Ductal através de abordagens ômicas integrativas

Processo: 23/00231-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2023
Vigência (Término): 31 de março de 2028
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Eduardo Moraes Rego Reis
Beneficiário:Maria Eduarda Mazzi Esquinca
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia computacional   Neoplasias pancreáticas   Carcinoma ductal pancreático   Metabolômica   Proteômica   Quimiorresistência   RNA longo não codificante   lncRNAs
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:cancer de pancreas | Metabolomica | proteômica | Quimioresistência | RNAs longos não codificadores | Bioinformática

Resumo

O adenocarcinoma pancreático ductal (PCA) é um câncer altamente letal e para o qual não existem terapias eficazes. Abordagens ômicas têm sido amplamente utilizadas para caracterização do perfil molecular do PCA em busca de vulnerabilidades que indiquem novos alvos para tratamento. RNAs não codificadores longos (LncRNAs) são codificados por 60% dos genes humanos e podem regular diversos processos celulares, como regulação da cromatina, controle transcricional e pós-transcricional/traducional. Diversos estudos têm apontado lncRNAs críticos para sustentar fenótipos tumorais  e para a progressão tumoral, atuando na regulação de genes que controlam a proliferação, migração, invasão celular, apoptose, e podem estar associados à quimioresistência. Um desafio científico atual é a identificação dos mecanismos e vias moleculares dependentes da expressão de lncRNAs nas células tumorais. Neste trabalho, iremos realizar uma análise metabolômica e proteômica para aprofundar o conhecimento sobre  os mecanismos de ação de cinco lncRNAs com propriedades oncogênicas no PCA, identificados previamente em nosso grupo de pesquisa (LINC01559, LINC01133, CCAT1, LINC00920 e UCA1). Através da análise integrativa de dados gerados após o silenciamento destes transcritos em linhagens de PCA  esperamos identificar  vias moleculares e metabólicas dependentes da expressão destes lncRNAs. Além disso, será avaliada a relação destes lncRNAs com a quimioresistência à gemcitabina, a principal droga utilizada no tratamento de pacientes com câncer de pâncreas. Através de análises bioinformáticas integrativas seguidas de validação in vitro, buscaremos identificar processos celulares e vias metabólicas que estejam associadas à agressividade do PCA e que sejam dependentes da expressão de lncRNAs, e dessa forma apontar novos possíveis alvos e estratégias para terapia da doença. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)