Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da oxidação de tióis e pontes dissulfeto por oxigênio singlete e proteômica redox de queratinócitos expostos à luz

Processo: 22/14455-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2023
Vigência (Término): 31 de julho de 2027
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Radiologia e Fotobiologia
Pesquisador responsável:Paolo Di Mascio
Beneficiário:Stella Boutris Jayme
Instituição Sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fotoquímica   Espectrometria de massas   Oxigênio singleto   Tióis   Dissulfetos   Proteômica   Moléculas bioativas
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Danos à biomoleculas | Espectrometria de massas | Oxigênio Singlete | Pontes dissulfeto | Proteômica redox | tióis | Fotoquímica e fotobiologia

Resumo

O oxigênio molecular singlete (1O2) é uma espécie reativa de oxigênio que, uma vez presente nas células, apresenta capacidade de oxidação de biomoléculas como proteínas, lipídeos e DNA. Resultados anteriores demonstraram que a reação de 1O2 com tióis e pontes dissulfeto gera produtos de oxidação em peptídeos e proteínas. Diante disso, o projeto de pesquisa a seguir busca estudar os mecanismos de oxidação em tióis e pontes dissulfeto por 1O2 em cisteína e cistina, e em peptídeos e proteínas contendo esses aminoácidos, detectando as modificações por cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas e marcação isotópica. Após a caracterização dos produtos de oxidação de tióis em peptídeos e proteínas, iremos avaliar o efeito da oxidação por 1O2 em células expostas a radiação UVA e visível através de proteômica redox global. Para testar esta hipótese, serão utilizadas células de linhagem HaCaT e queratinócitos primários NHEK irradiados com luz UVA e visível e marcação das modificações em cisteínas e pontes dissulfeto com N-etilmaleimida ou Iodo-TMT para análise por espectrometria de massas. O uso de queratinócitos expostos diretamente à luz UVA e visível busca verificar a assinatura de danos oxidativos em um modelo biológico da radiação solar na pele e compreender melhor as consequências de oxidação por 1O2. Desta forma o presente projeto visa contribuir para o entendimento das patologias causadas por este oxidante, especialmente aquelas desencadeadas pela modificação em tióis e pontes dissulfeto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)