Busca avançada
Ano de início
Entree

Seletividade, eficácia e resíduo de herbicidas no manejo de plantas daninhas das na cultura do amendoim

Processo: 23/12300-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2023
Vigência (Término): 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Pedro Luis da Costa Aguiar Alves
Beneficiário:Andrey Batalhão de Oliveira
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/10794-0 - Seletividade, eficácia e resíduo de herbicidas no manejo de plantas daninhas na cultura do amendoim, AP.R
Assunto(s):Controle químico   Fitotoxicidade   Matologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Arachis Hypogea | Controle Químico | fitotoxicidade | Matologia

Resumo

As plantas daninhas na cultura do amendoim precisam ser manejadas para evitar redução de produtividade, interferência na colheita e qualidade do produto. Pesquisas que permitam identificar novos herbicidas seletivos para ampliar o número de espécies de plantas daninhas que possam ser controladas em diferentes momentos ao longo do ciclo da cultura, sem resultar em resíduos nos grãos, correspondem a uma das principais demandas da cadeia produtiva do amendoim na atualidade, visando competitividade na produção e segurança do alimento produzido. O objetivo do projeto é avaliar a viabilidade do uso dos herbicidas 2,4-D, triclopyr, haloxyfop-p-methyl e fluazifop-p-butylem diferentes épocas de aplicação, com base na ocorrência de resíduos nos grãos de amendoim, a seletividade destes para a cultura e a eficácia para o manejo de plantas daninhas. Serão realizados dois experimentos a campo em dois locais, com texturas de solo arenosa e argilosa, repetidos em duas safras agrícolas. No primeiro experimento, os tratamentos corresponderão a uma testemunha sem aplicação e as aplicações dos herbicidas 2,4-D e triclopyr aos 25 dias antes da semeadura e; aos 70, 80, 90, 100 e 110 dias após a semeadura (DAS) do amendoim. No segundo, os tratamentos serão constituídos por uma testemunha sem aplicação e os herbicidas haloxyfop-p-methyl e Fluazifop-p-butyl aplicados aos 20, 35, 50, 75, 90 e 105 DAS do amendoim. O delineamento experimental será de blocos ao acaso, com quatro repetições e parcelas subdivididas. As avaliações realizadas serão: fitointoxicação da cultura; controle e biomassa da comunidade de plantas daninhas; altura de plantas de amendoim; componentes de rendimento; produtividade da cultura e resíduos de herbicidas nos grãos de amendoim. Os dados obtidos serão submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste Tukey a 0,05 de probabilidade. Quando significativo, poderão ser submetidos à análise de regressão em função das épocas de aplicação.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)