Busca avançada
Ano de início
Entree

CARACTERIZAÇÃO DE Staphylococcus aureus EM APARELHOS UTILIZADOS POR PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM UNIDADES PEDIÁTRICAS E NEONATAL DE UM HOSPITAL DO OESTE PAULISTA

Processo: 23/09077-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2023
Vigência (Término): 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Valéria Cataneli Pereira
Beneficiário:Danilo Silva Martins Santos
Instituição Sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Biofilmes   Staphylococcus aureus resistente à Meticilina   Farmacorresistência bacteriana   Staphylococcus aureus   Bacteriologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biofilme | Mrsa | Resistência Bacteriana | Staphylococcus aureus | Bacteriologia

Resumo

Staphylococcus aureus é uma bactéria de grande relevância a nível mundial devido à alta capacidade de causar complicações de saúde, que pode variar desde infeções de pele (furúnculos, abcessos, infecções em cicatrizes) a pneumonia, sepse, bacteremia, endocardite, osteomielite e síndrome do choque tóxico, complicações potencialmente fatais e que geram alto custo para os governos. Dentro do contexto hospitalar quanto de forma geral, os indivíduos mais suscetíveis a infecções resistentes a antibióticos são crianças e idosos. Tendo em vista os riscos que a contaminação por S. aureus resistente à meticilina (MRSA) podem causar, este estudo propõe a avaliação da presença de MRSA nesses equipamentos em um hospital do Oeste Paulista nas alas do pronto-socorro infantil, alojamento conjunto e Unidades de Terapia Intensiva Neonatal e Pediátrica. Serão coletadas 120 amostras bacterianas de unidades pediátricas (consultórios do pronto-socorro pediátrico, alojamento conjunto e unidades de terapia intensiva neonatal e pediátrica) de um hospital do Oeste Paulista. As amostras serão coletadas dos equipamentos médicos utilizados em atendimentos aos pacientes, os quais são: estetoscópios (região da campânula e diafragma), oxímetro de pulso (região onde há contato com a pele do paciente) e esfigmomanômetro (parte na qual há contato com o paciente). As amostras serão obtidas através do meio de coleta "Stuard", por meio da rolagem do swab nas regiões de contato dos aparelhos com os pacientes. Após a coleta, as amostras obtidas serão encaminhadas ao Laboratório de Microbiologia da Unoeste, localizado no Campus I, onde serão semeadas em Agar Baird Parker para crescimento e seleção de Staphylococcus spp. Será realizada a extração de DNA e técnica de PCR para identificação de S. aureus e nas espécies confirmadas serão pesquisados os genes mecA e da PVL por PCR e a caracterização do SCCmec por PCR multiplex. Serão realizados os testes de susceptibilidade aos antimicrobianos por disco-difusão e da produção de biofilme em placas de poliestireno. Para a análise dos resultados será aplicado o Teste de Qui-quadrado e o intervalo de confiança será de 95% e os valores de p<0,05 serão considerados como estatisticamente significativos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)