Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da paisagem sobre a reestruturação da comunidade de roedores e suas interações com patógenos em áreas restauradas

Processo: 23/10302-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2023
Vigência (Término): 31 de agosto de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Acordo de Cooperação: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:Leandro Reverberi Tambosi
Beneficiário:Matheus Camargo Silva Mancini
Instituição Sede: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:22/02174-5 - Mudança de uso da terra, resiliência ecossistêmica e risco de doenças zoonóticas, AP.R
Assunto(s):Ecologia da paisagem   Ecologia de comunidades   Zoonoses   Restauração ecológica   Roedores   Redes de interação   Bioma   Mata Atlântica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Ecologia de Comunidades | Ecologia de paisagens | redes de interação | Restauração ecológica | Roedores | Zoonoses | Ecologia de Paisagens

Resumo

Mudanças no uso e cobertura do solo são consideradas atualmente as principais causas da perda de biodiversidade globalmente. Essas mudanças afetam significativamente a estrutura das comunidades biológicas, resultando na perda de espécies sensíveis e na persistência e dominância de espécies mais generalistas. Essas mudanças na estrutura das comunidades afetam também as interações que os organismos dessas comunidades estabelecem entre si e com organismos que os parasitam, com consequências diretas para os processos e funções ecológicas resultantes dessas interações. Nesse projeto, nós propomos avaliar os efeitos que as mudanças na paisagem causadas pelo processo de restauração florestal possuem sobre um importante serviço ecossistêmico realizado pela biodiversidade: o controle e regulação de doenças. Para isso, nós pretendemos amostrar a comunidade de pequenos mamíferos e sua comunidade viral em 18 paisagens com diferentes níveis de restauração florestal distribuídas ao longo do estado de São Paulo, dentro do bioma Mata Atlântica. Nós pretendemos 1) avaliar como o processo de restauração florestal afeta a reestruturação da diversidade funcional da comunidade de pequenos mamíferos, e 2) entender como esse processo afeta as redes de interação hospedeiro-parasita. Para isso, nós usaremos modelos Bayesianos para avaliar possíveis relações de causa e efeito entre diferentes métricas de paisagem (quantidade de cobertura florestal, densidade de borda, fragmentação e conectividade) e a diversidade funcional de pequenos mamíferos, bem como as possíveis relações entre as métricas de paisagem e a estrutura das redes de interação analisadas. Os resultados desse projeto contribuirão para um melhor entendimento de como a restauração florestal contribui para a recuperação da biodiversidade e de seus serviços ecossistêmicos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)