Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação silício e potássio para aumentar eficiência do uso da água em cultivo de milho irrigado

Processo: 22/13191-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2023
Vigência (Término): 30 de setembro de 2026
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Renato de Mello Prado
Beneficiário:Milton Garcia Costa
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição vegetal   Fertirrigação   Silício   Potássio   Escassez de água   Zea mays   Consumo de água   Cultivo de plantas   Milho
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Culturas tropicais | déficit hídrico | Fertirrigação | potássio | silício | Zea mays L | Nutrição de plantas

Resumo

O cultivo irrigado de culturas anuais, como milho, tem se expandido globalmente nos últimos anos, ao mesmo tempo com a restrição hídrica, por isso é primordial pesquisas estratégicas para aumentar eficiência do uso da água com sustentabilidade. Para isso, a nutrição de plantas equilibrada pode contribuir para aumentar a eficiência no uso da água, em especial com fornecimento de silício (Si) e de potássio (K), mas ainda é desconhecida os efeitos sinérgicos quando ambos são utilizados. Dessa forma, é importante verificar as hipóteses que o (i) o Si, um elemento multiestresse, é capaz de mitigar os danos causados pelo déficit hídrico e a deficiência de K; (ii) o fornecimento ótimo de Si e K, pode reduzir a necessidade hídrica, mantendo uma alta produtividade; (iii) a presença de Si e K pode interferir na decomposição da biomassa vegetal. Para isso, será conduzido dois experimentos em dois anos consecutivos com os tratamentos que consistirão em fatorial 3x2x4, sendo três regimes hídricos: 80% (sem déficit), 60% (déficit moderado) e 40% (déficit severo) da capacidade de retenção de água no solo; duas fertilizações potássicas: deficiência e suficiência de K, e quatro doses de Si: 0; 4; 8 e 12 kg ha-1. Serão avaliados os aspectos fisiológicos, bioquímicos, biométricos de crescimento vegetativo, nutricionais e ciclagem de nutrientes. Os resultados esperados podem contribuir para o desenvolvimento de estratégias de manejo mais eficientes, visando aumentar a produtividade e a sustentabilidade da cultura, além de fornecer informações valiosas para agricultores e pesquisadores na tomada de decisões relacionadas ao manejo da água e nutrientes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)