Busca avançada
Ano de início
Entree

Biodegradação de PET por fungos associados às formigas-cortadeiras

Processo: 23/11414-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2023
Vigência (Término): 31 de agosto de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Acordo de Cooperação: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:André Rodrigues
Beneficiário:Gian Gasparelo
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/03746-0 - Pesquisa colaborativa: Dimensions US-São Paulo: integrando filogenia, genética e ecologia química para desvendar a emaranhada simbiose multipartida das formigas cultivadoras de fungos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Biorremediação   Colonização   Plantas   Plásticos   Micologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bioremediação | colonização | Jardim | plantas | Plástico | Saúvas | Micologia

Resumo

Devido à natureza química estável e grande durabilidade de polímeros plásticos, toneladas desses resíduos que se acumulam anualmente consiste em um dos principais desafios ambientais a ser enfrentado. Uma estratégia que vem recebendo atenção emprega a capacidade metabólica de microrganismos na degradação de polímeros plásticos. Estes apresentam componentes estruturais com propriedades físico-químicas semelhantes a polímeros vegetais, tais como esqueleto carbônico com ligações químicas similares, propriedades hidrofóbicas e regiões cristalinas e amorfas. Assim, microrganismos degradadores de material vegetal apresentam vias metabólicas que poderiam ser empregadas na degradação de polímeros plásticos. Diversos microrganismos degradadores de material vegetal parecem habitar o jardim de fungo de formigas cortadeiras, insetos que cultivam fungos para alimentação. A microbiota associada ao jardim codifica vias metabólicas para a degradação de material vegetal, instigando a possibilidade de aplicação destas em processos de biodegradação de polímeros plásticos. O presente projeto busca avaliar se fungos encontrados nas colônias de formigas cortadeiras seriam capazes de crescer utilizando polietileno tereftalato (PET) comercial como única fonte de carbono. Pretendemos avaliar se o eventual crescimento decorreria em alterações na superfície de fragmentos plásticos, além de identificar tais microrganismos taxonomicamente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)