Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de métodos de extração verde (microondas e ultrassom) para obtenção de compostos bioativos da casca do cambuci (Campomanesia Phaea Berg)

Processo: 23/10978-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 15 de janeiro de 2024
Vigência (Término): 09 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Tânia Forster Carneiro
Beneficiário:Juver Andrey Jimenez Moreno
Supervisor: Gerardo Fernández Barbero
Instituição Sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de Cádiz, Puerto Real (UCA), Espanha  
Vinculado à bolsa:23/04479-0 - EXTRAÇÃO E HIDRÓLISE EM REATOR AUTOMATIZADO IN-LINE COMO TECNOLOGIA PARA VALORIZAÇÃO DA CASCA DE CAMBUCI (Campomanesia phaea Berg.), BP.MS
Assunto(s):Biomassa   Micro-ondas   Ultrassom   Extração supercrítica   Compostos fenólicos   Cascas   Cambuci (fruta)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:biomass | Microwave | phenolic compounds | Pressurized liquids | Supercritical extraction | ultrasound | Tecnologia supercrítica

Resumo

A tecnologia supercrítica é verde e sustentável e melhora o rendimento e a qualidade do extrato, além de evitar a degradação dos compostos bioativos extraídos. Os frutos e cascas do cambuci devem ser estudados e utilizados pela indústria cosmética, farmacêutica ou alimentícia devido à grande variedade de compostos bioativos que apresentam. A obtenção de compostos bioativos a partir de resíduos agroindustriais por meio de métodos de extração verde como micro-ondas e ultrassom pode contribuir para a redução do impacto ambiental gerado pela indústria de alimentos e gerar valor agregado a resíduos com alto potencial, como a casca do cambuci (Campomanesia Phaea Berg). Neste contexto, esta proposta consiste em uma curta estadia na Universidade de Cádiz (UCA) para identificar as melhores condições de extração por micro-ondas e ultrassom para a recuperação de compostos bioativos da casca do cambuci. Além disso, esta prática de pesquisa no exterior contribuirá para a formação de profissionais que manuseiam técnicas de extração consideradas verdes e seguras e permitirá a consolidação de redes de cooperação entre a Universidade de Campinas (UNICAMP) e a Universidade de Cádiz (UCA). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)