Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade antitumoral de toxinas provenientes do endoparasitoide Cotesia flavipes (Hymenoptera: Braconidae)

Processo: 22/12499-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2023
Vigência (Término): 30 de setembro de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Suely Vilela
Beneficiário:Ciro Pedro Guidotti Pinto
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia   Toxicogenética   Venenos de origem animal   Neoplasias   Antineoplásicos   Apoptose   Cotesia flavipes   Hymenoptera   Braconidae
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:antitumoral | apoptose | câncer | Peçonha | teratócitos | Toxicogenômica | Toxinologia

Resumo

As peçonhas de artrópodes são compostas por uma ampla gama de moléculas com uma variedade de propriedades farmacológicas. Essas moléculas tem sido estudadas e algumas aplicadas com sucesso para terapia anticancerígena. Os endoparasitoides usam uma variedade de moléculas regulatórias para transformar seus hospedeiros em um ambiente adequado para o desenvolvimento de sua prole. Essas moléculas regulatórias de parasitoides ainda são pouco estudadas para a terapia de saúde humana, mas seu potencial biotecnológico para esse propósito é discutido. Este projeto tem como objetivo explorar toxinas identificadas a partir de teratócitos (derivadas do embrião) e peçonha do endoparasitoide C. flavipes quanto as suas propriedades antitumorais em um sistema de triagem em células. Por uma abordagem proteotranscriptômica robusta, identificamos as moléculas da peçonha e teratócitos do endoparasitoide Cotesia flavipes (Hymenoptera: Braconidae). A partir deste banco de dados, com base em algoritmos de ferramentas computacionais, seis toxinas foram selecionadas para serem testadas quanto a sua influência antitumoral contra as linhagens hepatocarcinoma celular (HepG2), carcinoma de próstata (DU-145), de pulmão (A549), adenocarcinoma de mama (MDA-MB), leucemia promielocítica aguda (HL-60) e leucemia monocítica aguda (THP-1). Esses peptídeos serão produzidos por meio de expressão recombinante ou síntese em fase sólida. Após purificados, a qualidade das moléculas produzidas será confirmada por espectrometria de massas e em seguida, realizada a investigação in silico dos peptídeos. Esses peptídeos serão avaliados quanto a sua influência na morte celular, migração e proliferação celular. Esperamos encontrar pelo menos um peptídeo de C. flavipes com atividade antitumoral. Além disso, temos o intúito de introduzir moléculas de parasitoides como fortes candidatas a estudos farmacológicos contra células tumorais, estabelecendo uma nova vertente na linha de pesquisa da Profa. Suely Vilela. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)