Busca avançada
Ano de início
Entree

Ligando a nutrição dos primatas à ecologia do movimento

Processo: 23/01760-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2023
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Laurence Marianne Vincianne Culot
Beneficiário:Felipe Soares Bufalo
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/06668-0 - Resiliência de primatas em uma paisagem antropizada, AP.BTA.JP2
Assunto(s):Nutrição   Primatas   Movimento
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Decision-making processes | Movement ecology | Neotropical primates | Primates cognition | Primates nutrition | Route Planning | Ecologia de movimento

Resumo

Diariamente, as decisões de forrageio determinam o movimento dos primatas em uma área. No entanto, é esperado que diferentes estratégias alimentares (por exemplo, folivoria, frugivoria, faunivoria) influenciem diferentemente o movimento das espécies em vida livre, implicando o uso de diferentes estratégias para maximizar a ingestão de nutrientes, reduzindo os custos e riscos de viagem e procura por alimento. Apesar do grande número de estudos sobre ecologia nutricional e movimento de primatas, pouca atenção tem sido dada a como as diferenças entre os valores nutricionais e a distribuição dos recursos afetam as decisões de forrageio e, portanto, as rotas diárias de espécies. Nesta proposta, construiremos uma visão integrada da influência de diferentes recursos alimentares nos processos de tomada de decisão e planejamento de rotas diárias e uso do espaço em primatas neotropicais. Em uma escala ampla, pretendemos entender como e se o tipo de recurso afeta o planejamento de rotas de primatas neotropicais de vida livre com diferentes estratégias alimentares. Assim, vamos reunir dados de movimento e alimentação publicados e não publicados para comparar os fatores responsáveis por moldar suas trajetórias. Em seguida, com foco em uma espécie frugívora-faunívora, o mico-leão-preto (MLP), investigaremos como os processos de tomada de decisão no planejamento de rotas são afetados pelos contextos ambientais ao longo da distribuição da espécie. Localmente, investigaremos como a distribuição espacial e as características nutricionais dos frutos influenciam as estratégias de forrageio de MLPs e os consequentes padrões de consumo de frutos. Finalmente, usando step selection function models, avaliaremos como a combinação dos valores nutricionais dos recursos e outros fatores ambientais e sociais (por exemplo, distância até a borda da floresta, presença de coespecíficos, percepção de risco, disponibilidade e distribuição de recursos) influenciam os processos de tomada de decisão no planejamento de rotas e uso do espaço por MLPs em um fragmento florestal. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)