Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da interação do complexo [Ru3O(CH3COO)6(THIQ)2(CH3OH)]PF6 com albumina sérica humana: a influência da labilidade e da hidrofobicidade no desenvolvimento de metalofármacos de rutênio

Processo: 23/07614-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2023
Vigência (Término): 31 de agosto de 2024
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Sofia Nikolaou
Beneficiário:Nathan Campos Fernandes
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Rutênio
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Hsa | labilidade | metalofármaco | rutênio | trinuclear | Estudo e desenvolvimento de potenciais metalofármacos de rutênio

Resumo

Neste projeto, tem-se como objetivo a síntese e a caracterização do acetato de rutênio trinuclear inédito [Ru3O(CH3COO)6(THIQ)2(CH3OH)]PF6 (onde THIQ = 5,6,7,8-tetrahidroisoquinolina) a fim de estudar sua interação com a albumina do soro humano (HSA), visando a obtenção futura de um aduto complexo:HSA, que funcionaria como um carreador do candidato a fármaco. Para a caracterização do complexo serão utilizadas as técnicas de espectroscopia de absorção eletrônica, espectroscopia vibracional na região do infravermelho, espectroscopia de ressonância magnética nuclear (1H-RMN e 13C-RMN), voltametria cíclica, espectroeletroquímica, espectrometria de massas e análise elementar. A avaliação da interação com a HSA será feita por meio de uma abordagem cinética e termodinâmica. Do ponto de vista cinético será estudada, por acompanhamento espectrofotométrico, a reação do complexo (que contém como ponto lábil o ligante metanol) com a histidina, aminoácido presente na HSA. A histidina foi escolhida como modelo de sítio de ligação com a proteína em função de precedentes da literatura e pelo fato de conter bons grupos ligantes (imidazol e função carboxilato) para íons Ru(III). A reação será estudada em condições de pseudo-primeira ordem em relação à histidina, onde será investigada também a dependência de kobs com a variação de concentração desse ligante de entrada e com a temperatura, a fim de caracterizar a reação e verificar se este aminoácido é um sítio viável para a ligação do complexo com a HSA. Para o estudo dos parâmetros termodinâmicos, soluções de HSA serão tituladas com o complexo a fim de se verificar a supressão da fluorescência da proteína como índice de interação. Os dados serão tratados através das equações de Stern-Volmer, para determinação de constantes de interação. A dependência do valor dessas constantes com variações de temperatura será analisada pelo "plot" de van't Hoff, e os parâmetros de DH, DS e DG que caracterizam a interação serão determinados. Espera-se que o ligante N-heterocíclico THIQ, que contém um anel não aromático em sua estrutura e aporta hidrofobicidade ao complexo, assista interações fracas com a albumina e que o sítio lábil (metanol coordenado) permita a eventual ligação química do complexo com a HSA, potencialmente a resíduos de histidina.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)