Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia comportamental da predação e forrageio em Eriopis connexa (Germar, 1824) (Coleoptera, Coccinellidae): experimentação e modelagem

Processo: 22/12222-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2023
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Wesley Augusto Conde Godoy
Beneficiário:Anna Mara Ferreira Maciel
Instituição Sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Empresa Sede:Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)
Vinculado ao auxílio:18/02317-5 - Centro de Excelência em Controle Biológico, AP.PCPE
Assunto(s):Entomologia   Controle biológico   Modelos matemáticos   Ecologia comportamental   Predação   Coleoptera
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aphididae | Biological Control | Functional response | Mathematical Modeling | preference | Entomologia

Resumo

A família Aphididae é conhecida por conter insetos popularmente chamados de pulgões ou afídeos, sendo eles, insetos sugadores que causam danos diretos e indiretos nos cultivos que colonizam, afetando negativamente a produtividade. Dentre os métodos que podem ser utilizados para o controle da densidade de afídeos destaca-se o uso de inimigos naturais. Dentre os diversos agentes de controle biológico, os coccinelídeos destacam-se por apresentarem uma ampla diversidade de espécies predadoras de importantes pragas agrícolas caracterizadas por serem presas presentes em diferentes plantas. A joaninha Eriopis connexa (Germar, 1824) destaca-se por possuir significativa voracidade ao se alimentar de pulgões. Contudo, é essencial conhecer as propriedades que regem a dinâmica das populações entre predador e presa antes de recomendar o uso de um inimigo natural em um programa de controle biológico. O comportamento de forrageio pode variar devido a vários fatores, e essa variação pode influenciar na interação predador-presa. Diante disso, o objetivo geral do estudo é investigar experimentalmente e com algoritmos computacionais a ecologia comportamental da predação e forrageio em E. connexa sobre duas espécies de pulgões Myzus persicae (Sulzer, 1776) e Aphis gossypii Glover, 1877, levando em conta interações interespecíficas. Os objetivos específicos são: (i) analisar a preferência de E. connexa por diferentes espécies e estádios de afídeos; (ii) identificar a resposta funcional da joaninha em relação a diferentes espécies de afídeos; (iii) avaliar o comportamento de forrageio de E. connexa em cenários de competição aparente; (iv) modelar o forrageio ótimo de E. connexa com diferentes espécies de presas a partir dos resultados obtidos nos itens anteriores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)