Busca avançada
Ano de início
Entree

Organização do conhecimento e geração de conteúdo sobre diagnósticos territoriais para o Plano de Educação e Difusão de Conhecimento do Centro de Pesquisa Aplicada em Agricultura Digital (CPAD)

Processo: 23/07707-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2023
Vigência (Término): 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Acordo de Cooperação: MCTI/MC
Pesquisador responsável:Durval Dourado Neto
Beneficiário:Rodrigo de Freitas Espinoza
Instituição Sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:22/09319-9 - Centro de Ciência para o Desenvolvimento em Agricultura Digital - CCD-AD/SemeAr, AP.CCD
Assunto(s):Agricultura digital   Organização do conhecimento   Diagnóstico   Educação   Difusão de conhecimento
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:agricultura digital | Diagnósticos territoriais | Agricultura Digital

Resumo

A implementação dos Distritos Agro Tecnológicos (DATs) previstos na proposta de CPAD irá considerar a caracterização de cada município sob a ótica de três temáticas de interesse: a) socioeconômica (nível educacional do produtor, demografia rural, valor da produção agroindustrial, atividades econômicas agrícolas e não agrícolas, etc.); b) infraestrutura local (disponibilidade de energia elétrica na propriedade rural, distância da propriedade ao centro urbano, cobertura do sinal de operadoras de internet e telefonia, etc.); e c) rede de apoio (nível de organização social dos produtores rurais, pertencendo (ou não) a associações e/ou cooperativas agroindustriais, presença de instituições públicas e privadas para a assistência técnica e a extensão rural - ATER, instituições de pesquisa e ensino voltadas ao meio rural, etc.).Na dimensão denominada rede de apoio estão contemplados aspectos relacionados ao grau de organização social dos produtores rurais, ao seu atendimento por assistência técnica e extensão rural (ATER) e a proximidade com instituições de pesquisa. Neste sentido será de grande importância o mapeamento das estruturas de organização social de produtores (associações) e de organização econômica (cooperativas e agroindustriais comunitárias), a presença das instituições públicas e privadas para a prestação de serviços de ATER e de instituições de pesquisa voltadas para o desenvolvimento do agronegócio, ainda que fisicamente pouco próximas, mas que podem atuar no território selecionado.Após o processo de identificação dessas estruturas será necessário obter informações e dados que possibilitem aferir, em que medida, estas instituições são capazes de exercer papel relevante de apoio aos produtores rurais na identificação das suas demandas e busca de soluções de interesse comum. O pressuposto é que a experiência coletiva e a troca de informações entre produtores aumentam a difusão epromovem a adoção de novas tecnologias, compondo um processo inovativo no setor agropecuário local.Além disso, a transferência de tecnologia encontra nas instituições de ATER e de pesquisa agropecuária um canal importante para disseminação e capacitação do produtor rural. Neste sentido, formular indicadores que possibilitem estabelecer o alcance e a cobertura desta rede de apoio, seu papel na construção de capital humano para interagir com novas tecnologias e inovações, constituindo uma estrutura capaz de dar suporte para a implementação dos DATs, constitui-se numa ação relevante.Esse processo de formulação de indicadores será construído a partir de variáveis extraídas de fontes de dados secundárias (principalmente Censo Agropecuário de 2017 e o Censo Demográfico 2010, ambos do IBGE), selecionadas de forma criteriosa. Fontes de dados de abrangência estadual também poderão ser utilizadas, a exemplo do Levantamento das Unidades de Produção Agropecuária da safra 2017/18(Lupa). Em nível municipal serão identificados indicadores complementares à análise para o diagnóstico.A metodologia para a avaliação da rede de apoio também prevê a realização de entrevistas com seus dirigentes e atores relevantes, lideranças locais e secretarias de agricultura municipais, dentre outras.Os resultados da análise desse conjunto de dados e informações que possibilitarão compreender o seu grau de participação na implantação dos DATs serão complementados pela aplicação da metodologia SWOT entre os produtores rurais e os agentes locais, identificando as fraquezas (weaknesses), oportunidades (opportunities), pontos fortes (strenghts) e ameaças (threats) para efetividade da implementação dos DATs.A construção desse conjunto de dados para que se tenha conhecimentos aprofundado das redes de apoio exigirá a atuação de bolsista de pós-doutorado, o qual atuará na preparação, execução e sistematização da coleta de dados que possibilite sua plena caracterização. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)