Busca avançada
Ano de início
Entree

INTERFERÊNCIA DA INOCULAÇÃO DE Nitrospirillum amazonense NA CAPACIDADE COMPETITIVA DE MUDAS PRÉ-BROTADAS DE CANA-DE-AÇÚCAR E TOXIDADE DE HERBICIDAS À BACTÉRIA

Processo: 22/08100-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2023
Vigência (Término): 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Patrícia Andrea Monquero
Beneficiário:Luana Carolina Gomes Jonck
Instituição Sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Assunto(s):Herbicidas   Intoxicação   Matologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bactérias promotoras de crescimento | Herbicidas | intoxicação | Matocompetição | Matologia

Resumo

A inoculação com Nitrospirillum amazonense através da atividade de fixação biológica de nitrogênio (FBN) e produção de fitormônios, ocasiona alterações na disponibilidade de nutrientes do solo e na arquitetura do sistema radicular da cana-de-açúcar, podendo afetar a capacidade competitiva de mudas pré-brotadas (MPB) á espécies daninhas, e o uso de herbicidas pré-emergentes utilizados na cultura podem apresentar efeito toxico as células bacterianas. Deste modo, este trabalho terá por objetivo avaliar o impacto da inoculação com Aprinza (N. amazonense) na competitividade de MPB's de cana-de-açúcar, assim como o efeito da matocompetição na microbiota rizosférica, e avaliar a toxidade de herbicidas pré-emergentes às células bacterianas. No primeiro ensaio três espécies de plantas daninhas (Merremia aegyptia, Urochloa decumbens e Cyperus rotundus) serão avaliadas em 4 densidades (10, 20, 40 e 80 plantas m2), convivendo com MPB's na presença e ausência da inoculação com Aprinza (N.amazonense), além de testemunhas (somente planta daninha e somente MPB, com e sem inoculação). Aos 150 dias após o plantio (DAP) as mudas serão avaliadas em relação à Altura (cm), Área foliar (cm2), Biomassa seca da parte aérea (g), Comprimento (cm) e biomassa seca da raiz (g). Ainda aos 150 DAP o solo rizosférico será avaliado em relação a diversidade bacteriana e fúngica por meio de análise metagenômica do solo, através de extração e sequenciamento de DNA, com alvo nas região 16S rDNA de bactérias e na região intergênica ITS de fungos, e em relação a atividade microbiana, por meio da análise da atividade das enzimas ²-glicosidase e arilsulfatase, através do método de quantificação do p-nitrofenol. Para avaliar a toxidade de herbicidas a bactéria N. amazonense, serão realizados quatro ensaios in vitro. No primeiro ensaio in vitro dez herbicidas pré-emergentes registrados para cana-de-açúcar (clomazone, imazapic, tebuthiuron, indaziflam, s-metalaclor, metribuzin, isoxaflutole, sulfentrazone, flumioxazin), serão avaliados quanto a concentração mínima inibitória (CMI). Os herbicidas serão avaliados em 5 doses (1/4DC, 1/2DC, DC, 1,5DC, 2DC), além de testemunhas sem herbicida. No segundo ensaio in vitro será avaliada a resistência de N. amazonense à aplicação dos mesmos herbicidas no solo, por meio da quantificação do Número Mais Provável (NMP) de N. amazonense g. solo-1 utilizando a tabela McCrady. No terceiro ensaio os herbicidas serão avaliados na dose comercial quanto ao impacto na capacidade de FBN da bactéria N. amazonense. Para tal as células bacterianas serão avaliadas em meio semissólido NFb livre de N pelo método de digestão semi-micro Kjeldahl. No quarto ensaio in vitro as células de N. amazonense serão avaliados quanto ao impacto dos herbicidas na capacidade de inibição da produção de Ácido indol-acético (AIA). Dez herbicidas serão avaliados na dose comercial. As células bacterianas serão submetidas ao teste de produção de AIA pela adição do reagente de Salkowiski. Os dados dos experimentos serão submetidos a análise de variância e quando significativas as médias serão comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)