Busca avançada
Ano de início
Entree

Myxosporea parasitos de Bachyplatystoma filamentosum e Leiarius marmoratus - Diversidade e interação parasito-hospedeiro

Processo: 23/04537-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2023
Vigência (Término): 30 de abril de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia
Pesquisador responsável:Edson Aparecido Adriano
Beneficiário:Francine Coelho da Rosa
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/24980-8 - Myxozoa - cnidários adaptados ao parasitismo: integrando diferentes ferramentas para investigar diversidade, história evolutiva, desenvolvimento e interações parasito-hospedeiro, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Leiarius marmoratus   Myxosporea
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bachyplatystoma filamentosum | Leiarius marmoratus | Myxosporea | Myxosporea parasitos de peixes

Resumo

Os peixes, em sistemas naturais ou de criação, são hospedeiros de uma ampla diversidade de parasitos pertencentes a diversos taxa. Dentre os parasitos de peixes, destacam-se as espécies pertencentes ao Filo Cnidaria, subfilo Endocnidozoa, Classe Myxozoa (mixozoários). Os mixozoários são organismos que, como adaptação ao parasitismo, sofreram intensas simplificações e reduções no tamanho corporal em relação aos cnidários de vida livre. A América do Sul é um dos continentes com a maior ictiofauna de água doce, e recentemente tem se intensificado o interesse pelo estudo de Myxozoa parasitos de peixes nessa região. Estudar a diversidade de parasitos e compreender seu papel no meio ambiente é crucial para fins de conservação. Brachyplatystoma filamentosum e Leiarius marmoratus são Siluriformes da família Pimelodidae com grande importância para a pesca comercial e na piscicultura. Assim, este projeto tem como objetivo identificar e descrever a fauna de mixozoários encontrados infectando B. filamentosum e L. marmoratus capturados na bacia Amazônica, região de Santarém, Estado do Pará e Manaus, Estado do Amazonas. Para tanto, serão realizadas análises morfológicas, histológicas, ultra estruturais (microscopia eletrônica de varredura e de transmissão) e moleculares (sequenciamento da pequena subunidade do DNA Ribossomal - SSU rDNA), visando taxonomia, interação parasito-hospedeiro e filogenia dos parasitos encontrados.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)