Busca avançada
Ano de início
Entree

Microagulhas dissolvíveis para tratamentos de câncer de pele não melanoma e melanoma com PDT e SDT: estudos básicos e experimentos pré-clínicos

Processo: 23/04209-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2023
Vigência (Término): 30 de junho de 2024
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Vanderlei Salvador Bagnato
Beneficiário:Michelle Barreto Requena
Supervisor: Vladislav Yakovlev
Instituição Sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Texas A&M University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:22/10860-6 - O uso de microagulhas dissolvíveis contendo ácido aminolevulínico para terapia fotodinâmica, BP.PD
Assunto(s):Ácido aminolevulínico   Neoplasias cutâneas   Melanoma   Terapia fotodinâmica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Ácido Aminolevulínico | câncer de pele não melanoma | melanoma | Microagulhas dissolvíveis | Terapia Fotodinâmica

Resumo

O uso de microagulhas (MNs) dissolvíveis tem sido explorado para otimização em terapia fotodinâmica (TFD) em nosso projeto no Brasil. Os estudos envolvem métodos de fabricação, caracterização mecânica (resistência e capacidade de inserção), aplicação em modelo de camundongos com câncer de pele não melanoma, processo de descontaminação com ozônio e um ensaio clínico piloto. No entanto, estudos básicos considerando a estrutura e a dissolução das MNs ainda são necessários, assim como a aplicação em modelo de melanoma que permita explorar os MNs tanto como um sistema de liberação de fármaco quanto como um guia de luz. Especificamente, no que diz respeito ao modelo de camundongos com melanoma, este estágio visa testar MNs associadas ao ultrassom para realizar terapia sonodinâmica (SDT). Tanto os aspectos estruturais e quanto os de interação tecidual devem ser explorados. A espectroscopia de Brillouin será utilizada para avaliar a microestrutura do complexo polimérico visando obter maiores informações sobre a homogeneidade da distribuição do fármaco no arranjo de MNs, assim como os métodos de fabricação das MNs podem interferir na resistência mecânica. Além disso, o uso de abordagens de espectroscopia e imagens de fotoacústica completarão a análise da distribuição da PpIX in vivo. Portanto, durante este estágio, propomos investigar MNs dissolvíveis para tratamentos de câncer de pele não melanoma e melanoma com PDT e SDT, envolvendo estudos básicos e experimentos pré-clínicos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)