Busca avançada
Ano de início
Entree

Construção de Biblioteca de Metabólitos Secundários de Micro-Organismos e Organismos Marinhos para a Descoberta de Moléculas Bioativas

Processo: 23/03907-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2023
Vigência (Término): 31 de março de 2025
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Roberto Gomes de Souza Berlinck
Beneficiário:Karina Fraige Baraco
Instituição Sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/17721-9 - A função da Química na adaptação de holobiontes, AP.TEM
Assunto(s):Metabólitos secundários   Micro-organismos   Química de produtos naturais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Holobiontes | metabólitos secundários | Microorganismos | organismos marinhos | Química de Produtos Naturais

Resumo

Metabólitos secundários de fungos são caracterizados por um amplo espectro de atividades biológicas que garantem a adaptação dos fungos ao seu ambiente e que mediam suas interações com outros organismos. Muitos destes metabólitos são fontes promissoras de novos compostos, especialmente para as indústrias farmacêutica, cosmética, agroquímica e alimentícia. A variedade de espécies de fungos e a diversidade de seus habitats, alguns deles menos explorados, permitem concluir que os fungos continuam sendo uma rica fonte de novos metabólitos bioativos. Atualmente existe uma enorme necessidade de descoberta de novos metabólitos secundários biologicamente ativos, principalmente com potente atividade antibiótica e com novo(s) mecanismo(s) de ação anti-microbiano. Isso se deve ao surgimento de micro-organismos patogênicos multi-resistentes. O presente projeto tem como objetivo o estudo metabolômico de fungos marinhos e endofíticos de organismos marinhos na busca de novas moléculas bioativas. Desta forma, este projeto, tem o objetivo de: a) estabelecer condições de crescimento de linhagens de fungos marinhos e fungos endofíticos isolados; b) construção de uma biblioteca de frações enriquecidas; c) obter alíquotas para avaliação em bioensaios; d) Realizar desreplicação destas espécies de fungos, utilizando-se análises por HPLC-UV-MS e UPLC-qTOF-MS, análises estatísticas e quimiométricas em conjunto com diferentes bases de dados (GNPS-Molecular Networking, Dictionary of Natural Products e SciFinder); c) Realizar o estudo químico e biológico de linhagens dos fungos selecionados, identificados e analisados em seu metaboloma.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)