Busca avançada
Ano de início
Entree

Padrões espaço-temporais e taxonomia de cladóceros (Crustacea) no Rio Congo e nos seus principais tributários

Processo: 22/08926-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2023
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Gilmar Perbiche Neves
Beneficiário:Camila Moreira da Silva
Instituição Sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):23/10648-0 - Dispersão, extinção e evolução de microcrustáceos zooplanctônicos em uma escala intercontinental, BE.EP.MS
Assunto(s):África   Cladocera   Zooplâncton
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:África | Cladocera | Ecologia | Zooplâncton

Resumo

Compreender a dinâmica de grupos taxonômicos aquáticos, como o zooplâncton, permite encontrar padrões e efeitos correlacionados com diferentes variáveis ambientais, visando reconhecer prioridades de estudo para os recursos hídricos, de modo a otimizar seu uso e manejo. Além disso, considera-se fundamental novos estudos em regiões precárias e com conhecimento escasso, no qual permitirá o reconhecimento de áreas com potencial para conservação e incentivo para novos estudos. Este projeto objetiva analisar a estrutura taxonômica, abundância, diversidade e distribuição tanto espacial como sazonal de cladóceros (Crustacea, Branchiopoda), buscando conhecer as principais mudanças regionais e locais do Rio Congo (África). Serão testadas as seguintes hipóteses: I. O rio principal apresenta maiores abundâncias e equitabilidades diferentemente dos tributários, assim como apresentará uma maior diversidade alfa; II. A dissimilaridade será maior no rio principal do que nos tributários, assim como a diversidade beta também mais elevada, porém com dominância reduzida na mesma área; III. No período de águas baixas a riqueza de espécies será afetada positivamente, de modo a apresentar maiores valores em toda a extensão, incluindo rio principal e os tributários, enquanto o período de cheia haverá menor abundância; IV. Os altos valores de nutrientes e clorofila-a refletirão em elevada riqueza de espécies, porém o contrário ocorrerá com maiores valores de carbono total e menor pH; V. A diversidade gama, influenciada pela diversidade alfa e beta, apresentará maior valor nos pontos com maior profundidade, independente da sua posição. Foram realizadas três campanhas ao longo de 1.700 km do Rio Congo, distribuídas nos meses de cheia e de baixas. Trata-se de 57 pontos, com cinco réplicas nos pontos, obtidas através da armadilha de Schindler-Patalas de 10 litros. Houve mensuração in situ das variáveis físicas e químicas (oxigênio dissolvido, pH e condutividade, transparência e profundidade. Em laboratório foram mensuradas as concentrações de sólidos totais em suspensão, carbono orgânico particulado e dissolvido, nutrientes e clorofila-a). As amostras dos cladóceros serão analisadas (qualitativamente e quantitativamente) com o auxílio de bibliografia especializada, estereoscópios e microscópios, além do auxílio de outros pesquisadores especialistas. Uma espécie nova do gênero Kurzia Dybowski & Grochowski, 1894, já encontrada nas triagens iniciais, será descrita seguindo metodologias de sequenciamento barcoding (COI), além de descrição de estruturas por meio de ilustrações e registros fotográficos. Os dados obtidos serão analisados estatisticamente para verificar as diferenças de composição entre o canal central e os tributários, bem como estatísticas descritivas (médias, medianas, desvio-padrão e variância), índices ecológicos (riqueza, diversidade - alfa com riqueza, Shannon-Wiener e Simpson, beta com Sorensen e gama), dominância, equitabilidade e abundância), diferenças entre campanhas e pontos de amostragem (usando análise de variância permutacional) e a dissimilaridade de Bray-Curtis ordenada em uma análise de escalonamento multidimensional não métrico. A correlação da abundância dos cladóceros com as variáveis limnológicas será realizada com uma análise de redundância baseada em distância (usando dissimilaridade de Bray-Curtis) e de análise de coordenadas principais, e ainda serão calculados índices de diversidade, além de utilizado a análise TITAN (Analysis of Threshold Indicators), para detectar o padrão e o potencial bioindicador dos táxons. Os dados e resultados serão publicados em repositórios e em dois artigos a serem submetidos para revistas de elevado fator de impacto (um de ecologia e outro descrevendo a nova espécie), além de apresentações em eventos científicos de âmbito nacional e internacional. Os resultados permitirão uma primeira base de dados sobre os cladóceros desse importante rio, incluindo informações taxonômicas e ecológicas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)