Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa de agentes infecciosos de caráter zoonótico em quirópteros

Processo: 22/07124-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2023
Vigência (Término): 30 de junho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Helio Langoni
Beneficiário:Danilo Alves de França
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde pública veterinária   Saúde pública   Morcegos   Biologia molecular   Doenças transmissíveis emergentes
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biologia molecular | Doenças Emergentes | Morcegos | Saúde Pública | Saúde Pública Veterinária

Resumo

As doenças emergentes são uma preocupação para todos aqueles envolvidos com saúde pública, ecologia e dinâmicas populacionais. A atual pandemia de SARS-CoV-2 reforça a importância da investigação das possíveis consequências resultantes da interação entre humanos e animais. Nesse aspecto, a expansão demográfica ocorrida nas últimas décadas, afetando a constituição dos biomas, tem permitido maior intercâmbio com espécies selvagens, as quais albergam uma infinidade de patógenos, muitos zoonóticos, que podem acarretar doenças severas para os humanos. Os morcegos, polinizadores importantes, albergam patógenos sem muitas vezes manifestarem sinais clínicos devido as adaptações do sistema imunológico ao longo da evolução, mas que para os humanos podem ser mortais. Leptospirose, leishmaniose, toxoplasmose e febre Q são doenças emergentes presentes nos grandes centros urbanos, afetando sobretudo as populações que residem em locais com infraestrutura deficiente, e onde residem e circulam diversas espécies de morcegos, principalmente não-hematófagos, e que devem ser investigadas para gerar dados que possam reforçar medidas para proteção de populações vulneráveis e de trabalhadores expostos a fatores de risco ocupacionais. Sendo assim, o objetivo deste estudo é investigar por método molecular a presença de Leptospira spp., Leishmania spp, Toxoplasma gondii e Coxiella burnetii em morcegos encaminhados pela Vigilância Ocupacional do município de Botucatu-SP ao Serviço de Diagnóstico de Zoonoses da FMVZ, UNESP- Botucatu. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)