Busca avançada
Ano de início
Entree

Biodiversidade de monogenéticos (Platyhelmintes) parasitas de peixes do Rio Pardo, São Paulo

Processo: 22/04715-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2023
Vigência (Término): 30 de abril de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros de Águas Interiores
Pesquisador responsável:Reinaldo José da Silva
Beneficiário:Julio Cesar Cenci de Aguiar
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Parasitologia veterinária   Peixes   Biodiversidade   Sistemática   Rio Pardo
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biodiversidade | Dactylogyridae | Delimitação molecular de espécies | Neotropical | Sistematica | Taxonomia | Parasitologia de peixes

Resumo

Parasitas exercem importantes funções nos ecossistemas que ocupam, as quais contribuem para a diversificação e estruturação das comunidades formadas por seus hospedeiros. Em decorrência dessa importância, compreender o processo de associação histórica entre parasitas e seus hospedeiros é fundamental, pois essa compreensão é base para monitorar as mudanças nos padrões de associações parasitárias, sobretudo aquelas decorrentes de perturbações ambientais, que são ensejo para que surtos epizoóticos ocorram e causem danos em ecossistemas naturais. Porém, o monitoramento nesse nível exige que estudos de taxonomia integrativa (i.e. com uso de ferramentas básicas e avançadas de análise morfológica, filogenia, biogeografia, ecologia, entre outras) sejam realizados. O modelo de estudo da presente proposta foca na taxonomia integrativa dos platelmintos monogenéticos. Esses parasitas ocorrem no mundo todo, com algumas linhagens restritas a América do Sul, são dotados de estruturas modificadas para o estilo de vida parasitário (e.g. ganchos, âncoras, barras, grampos) e podem eventualmente ocasionar doenças e conduzir seus hospedeiros à morte. O objetivo é evidenciar uma fauna desconhecida de monogenéticos, mas além disso, compreender as relações de associações históricas que levaram ao atual padrão de distribuição desses organismos no ecossistema formado pelo Rio Pardo, Médio Paranapanema. O material a ser estudado, está sendo coletado em projeto aprovado pela Fapesp (2020/05412-9) e o laboratório no qual esse estudo será desenvolvido conta com toda a infraestrutura e recursos necessários para o desenvolvimento do presente projeto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)