Busca avançada
Ano de início
Entree

Vida cotidiana e sociabilidades em Al-Yahudu: deportados judaítas sob os Impérios Neobabilônico e Aquemênida (séculos VI e V AEC)

Processo: 22/12649-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2023
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Marcelo Aparecido Rede
Beneficiário:Enzo Snitovsky Onodera
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):23/06495-3 - Vida cotidiana na Mesopotâmia Rural: estudo sobre comunidades de deportados semitas ocidentais nos séculos VI e V AEC, BE.EP.MS
Assunto(s):Mesopotâmia   Sociabilidade   Antigo Oriente Próximo
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Deportações | impérios | Judaítas | Mesopotamia | sociabilidade | Antigo Oriente Próximo

Resumo

Esta pesquisa propõe-se a analisar os tabletes da vila rural de Al-Yahudu e de assentamentos vizinhos ao longo dos séculos VI e V AEC. Publicados parcialmente por Laurie Pearce e Cornelia Wunsch, esses tabletes são registros inéditos sobre a vida cotidiana dos judaítas deportados após as incursões babilônicas no Levante no início do século VI AEC. Escritas no sistema cuneiforme, as fontes registram, entre outras coisas, atividades comerciais, contratos de arrendamentos de terra, recolhimento de impostos, e são repletas de informações relacionais. Por isso, esta pesquisa foca na análise das redes de sociabilidade construídas pelos judaítas ao longo dos anos do arquivo. Pretende-se analisar quais mudanças esta comunidade sofreu ao longo das décadas de registros cuneiformes e compreender quais alternativas foram encontradas pelos judaítas para superar os anos iniciais de fragilidade após as migrações forçadas. Ao mesmo tempo, por basear-se em registros de deportados, esta pesquisa pretende utilizar os registros de Al-Yahudu e a análise de suas redes sociais para analisar os Impérios Neobabilônico e Aquemênida pela ótica de uma população a eles subordinada, pensando no papel assumido pelos deportados na própria organização dos impérios deste período.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)