Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da formação e propagação das espécies reativas de oxigênio do plasma frio em pressão atmosférica no interior de implantes trequeais: possíveis efeitos da atividade antimicrobiana do plasma

Processo: 23/02436-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 06 de setembro de 2023
Vigência (Término): 05 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Cristiane Yumi Koga Ito
Beneficiário:Diego Morais da Silva
Supervisor: Robert Eric
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa: Université d'Orléans, França  
Vinculado à bolsa:21/02680-5 - Estudo de jato de plasma frio operando em pressão atmosférica para aplicações biomédicas, BP.DD
Assunto(s):Microbiologia aplicada   Espécies de oxigênio reativas   Plasma frio
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Plasma frio em pressão atmosférica | Microbiologia aplicada

Resumo

Nos próximos anos, os casos de estenose traqueal tendem a aumentar devido aos protocolos de ventilação de via aérea prologados aos quais os pacientes com COVID-19 foram submetidos. A alternativa mais utilizada para a reabilitação de pacientes portadores de estenose traqueal é a inserção de próteses endotraqueais denominadas Tubos T. Estas próteses possuem algumas limitações, como a formação de biofilmes. Nos últimos anos, tratamentos utilizando plasma frio em pressão atmosférica emergiram como um método atrativo referente à prevenção da formação de biofilmes. O presente projeto tem como objetivo estudar a formação da pluma de plasma bem como a propagação das espécies reativas de oxigênio geradas pelo plasma frio, distribuídos no interior de Tubos T. A distribuição das espécies reativas de oxigênio será estudada utilizando a metodologia KI-Starch agar. Durante o estudo, dois diferentes equipamentos de plasma serão utilizados, um deles desenvolvido no GREMI (Universidade de Orleans, França) e outro na FEG (UNESP). Os parâmetros de tratamento dos dois equipamentos de plasma serão ajustados para se obter a melhor eficiência em relação à inativação de biofilme. Para tal, biofilmes mono espécie serão cultivados em espécimes 2D por 48 h e posteriormente tratados. Os resultados serão analisados pela distribuição e o teste estatístico mais apropriado será selecionado, com um nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)