Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação cognitiva da memória de trabalho na depressão em idosos após o uso da estimulação magnética transcraniana repetitiva pelo método theta-burst: ensaio clínico, randomizado, duplo-cego

Processo: 22/15368-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de abril de 2023
Vigência (Término): 31 de março de 2027
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Leandro da Costa Lane Valiengo
Beneficiário:Bianca Silva Pinto
Instituição Sede: Instituto de Psiquiatria Doutor Antonio Carlos Pacheco e Silva (IPq). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Psicologia cognitiva   Neuromodulação não-invasiva   Memória de curto prazo   Transtorno depressivo maior   Estimulação magnética transcraniana com theta-burst   Idosos
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:estimulação magnética transcraniana repetitiva | idosos | memória de trabalho | n-back | theta-burst stimulation | Transtorno depressivo maior | Neuromodulação não-invasiva, Psicologia Cognitiva

Resumo

O Transtorno Depressivo Maior (TDM) é um quadro psiquiátrico grave, recorrente e incapacitante que é caracterizado principalmente por humor deprimido e anedonia, e sintomas secundários como déficits cognitivos. Entretanto, mesmo pacientes em que o tratamento convencional melhora os sintomas depressivos, o desempenho cognitivo pode permanecer diminuído em relação a indivíduos saudáveis. Assim, outras formas de tratamento são necessárias, como técnicas de neuromodulação não invasiva que vem se apresentando como capazes de modular a atividade do córtex pré-frontal dorsolateral (CPFDL), possibilitando também melhora de desempenho em funções cognitivas. A estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr) é uma intervenção não farmacológica utilizada para o tratamento de diversas condições neuropsiquiátricas.Recentemente, uma variante da EMTr, a theta burst stimulation (TBS), pode proporcionar excitação ou inibição cortical dependendo dos parâmetros aplicados. Diferentemente dos métodos convencionais de EMTr, a TBS consiste na aplicação de uma série de pulsos a 50Hz que vem apresentando resultados promissores no tratamento de condições neuropsiquiátricas, além de serem seguras cognitivamente para sujeitos adultos. Entretanto, estudos com pacientes idosos ainda são escassos. Objetivo: Investigar a memória de trabalho da TBS em idosos com TDM. Método: ensaio clínico randomizado, duplo-cego. Será avaliada a memória de trabalho (MT) em 105 pacientes que apresentam depressão moderada com idade igual ou superior a 60 anos. Todos os sujeitos serão submetidos a dois protocolos de estimulação (TBS ativa vs TBS sham), de forma aleatorizada e duplo-cego. O tratamento consiste em 23 sessões de TBS, sendo as 20 primeiras sessões diárias (exceto fins de semana e feriados) por 4 semanas e quinzenal por duas semanas e uma mensal. A tarefa n-back será utilizada para avaliar a MT antes da sessão de TBS nas semanas baseline, 4, 6, 8 e 12 semanas. Para aplicação da tarefa, será utilizado o software E-prime. Nesta tarefa o sujeito deve pressionar a tecla "M" quando a letra apresentada fosse igual à apresentada duas posições antes (target) e para demais letras deveriam posicionar a tecla "Z" (non-target). Resultados esperados: Espera-se encontrar maior entendimento sobre os mecanismos do TDM e ação da EMTr na melhora dos déficits de MT em pacientes com TDM geriátricos. Dessa forma, a avaliação do desempenho da MT poderá ser, no futuro, como preditora em estudos com pacientes idosos psiquiátricos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)