Busca avançada
Ano de início
Entree

Padronização de extração de RNA total e amplificação para a análise de expressão de RNA longos não codificadores (lncRNA)

Processo: 23/03528-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2023
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Mario Hiroyuki Hirata
Beneficiário:Sofia Martucci Jorge
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/12899-6 - Caracterização genômica, epigenômica e farmacogenômica de portadores de hipercolesterolemia familial na população brasileira, AP.TEM
Assunto(s):RNA longo não codificante   RNA
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Hipercolesterolemia familial | LncRNA | Rna | Biologia Molecular

Resumo

A hipercolesterolemia familial (HF) é uma doença autossômica dominante, presente em todos os grupos étnicos, que afeta o metabolismo do colesterol, reduzindo o catabolismo das partículas de LDL e resultando em altas concentrações plasmáticas dessas partículas, com bases genéticas ainda não totalmente esclarecidas. Nos últimos anos têm sido utilizadas tecnologias mais abrangentes para a pesquisa genotípica da HF no mundo, incluindo estudos relacionados com mecanismos epigenômicos, tais como os sistemas de regulação gênica por metilação de DNA, acetilação de histonas, e inibição/degradação de mRNA por microRNAs (miRNAs) e RNAs longos não codificadores (lncRNAs).Os lncRNAs possuem de 200 até milhares de nucleotídeos, com ou sem splicing. Podem ser transcritos a partir de ambas as fitas do genoma humano, incluindo regiões intergênicas e principalmente intrônicas, e exibem diferentes sítios de iniciação, terminação, padrões de splicing e de expressão em diferentes tipos celulares. Adicionalmente, são moléculas capazes de regular a expressão gênica por meio da interação com complexos modificadores de cromatina, mRNAs, miRNAs, siRNAs e proteínas, caracterizando todo um processo biológico interativo.Enquanto os miRNAs são pequenos genes não codificadores que regulam a expressão gênica pós-transcricional, visando os mRNA transcritos, os lncRNAs regulam a expressão gênica por diversos mecanismos a serem esclarecidos. Reconhecidamente, os lncRNAs podem atuar por meio de diversos mecanismos moleculares, tanto na regulação da transcrição quanto por mecanismos pós-transcricionais. Em relação à regulação da transcrição, é sugerido que o processo de transcrição do próprio lncRNAs pode ser funcional por facilitar uma estrutura de cromatina aberta em promotores de genes codificadores de proteínas, aumentando a acessibilidade aos fatores de transcrição e à enzima RNA polimerase. Por outro lado, o processo de transcrição do lncRNA pode prejudicar a transcrição do gene codificador de proteína, interferindo no recrutamento da RNA polimerase II.Outra forma de regulação da transcrição de genes codificadores de proteínas por lncRNAs envolve o controle epigenético, seja por meio do recrutamento de complexos modificadores da cromatina, seja na regulação dos níveis de metilação do DNA. Evidências crescentes têm apontado para o envolvimento de lncRNAs em diversas doenças humanas, especialmente em doenças cardiovasculares.Estudos recentes investigam o desempenho de lncRNAs na dislipidemia e aterosclerose por meio da regulação do metabolismo de lípides, disfunção endotelial, inflamação, proliferação celular, migração e apoptose. Nesse contexto, cabe destacar que além de características genéticas, a regulação epigenética via lncRNAs também é capaz de determinar o aumento do colesterol e o consequente desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como potencial ferramenta na busca de uma melhor elucidação dos mecanismos fisiopatológicos da HF e assim contribuir para terapia individualizada.Portanto, a presente proposta objetiva a padronização da extração de RNA total para amplificação e análise de expressão diferencial de lncRNA em plasma de pacientes portadores de HF. Os estudos epigenéticos são de suma importância para compreender melhor os mecanismos fisiopatológicos e possibilitar o desenvolvimento de novos métodos para a prevenção, prognóstico e terapia das doenças cardiovasculares.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)