Busca avançada
Ano de início
Entree

Museu de Arte Sacra dos Jesuítas em Embu das Artes: Agentes Sociais e Contexto Local/Global de um Acervo

Processo: 22/01144-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2023
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2027
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Renata Maria de Almeida Martins
Beneficiário:Angélica Brito Silva
Instituição Sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/06538-9 - Barroco-açu: a América Portuguesa na geografia artística do Sul global, AP.JP2
Assunto(s):Arte sacra   Barroco   Companhia de Jesus
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:acervos museológicos | Arte Colonial | Arte Sacra | Artes ameríndias | Barroco | Companhia de Jesus | História da Arte e da Arquitetura

Resumo

O presente projeto tem por objetivo analisar o acervo móvel e de arte integrada à arquitetura existente no Museu de Arte Sacra dos Jesuítas de Embu das Artes. O museu está instalado na igreja de Nossa Senhora do Rosário, monumento histórico sito na região metropolitana de São Paulo. A edificação foi construída no início do século XVIII no aldeamento jesuítico de Mboy, missão dependente do Colégio de São Paulo. O acervo da igreja, por sua vez, possui objetos que datam do século XVII ao XX, não existindo até o presente momento, nenhum trabalho minucioso de classificação e datação das peças. A igreja foi tombada em 1938 pelo então recém criado Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, atual IPHAN, e inscrita nos livros histórico e de belas artes. De acordo com a resolução do Concelho Consultivo do SPHAN, de 13 de agosto de 1985, o tombamento também inclui todo o acervo presente na edificação. O monumento também é protegido na esfera estadual pelo CONDEPHAAT, desde 1974.Apesar do reconhecimento institucional, alcançado por meio do tombamento, e pela frequente menção à igreja em importantes estudos dedicados à arte e arquitetura colonial, a verdade é que muito pouco se sabe sobre o processo de constituição e produção deste acervo, tanto o integrado à arquitetura, constituído por retábulos, oratórios e forros em caixotões, quanto o acervo móvel, em particular, de imaginária em terracota e madeira. Por esse motivo, este projeto tem por finalidade mapear este acervo, buscando entender as relações sociais que permearam sua produção, preservação, e os agentes históricos envolvidos neste processo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)