Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção de mesotelioma maligno a partir de imagens de ressonância magnética 4D do tórax: um estudo de avaliação e melhoria

Processo: 22/14507-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2023
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Alexandre Xavier Falcão
Beneficiário:Taylla Milena Theodoro
Supervisor: Kevin Blyth
Instituição Sede: Instituto de Computação (IC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Glasgow, Escócia  
Vinculado à bolsa:22/03754-5 - Rumo à detecção de mesotelioma maligno a partir de imagens de ressonância magnética 4D do tórax, BP.MS
Assunto(s):Mesotelioma   Diagnóstico por imagem   Biomarcadores tumorais   Diagnóstico precoce
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Biomarker extraction from MR images of the thorax | early detection of malignant pleural mesothelioma in MR image sequence | MR image analysis of the pleura | 4D MR-image segmentation | Aplicações em imagens médicas

Resumo

O mesotelioma é uma massa anormal (um tumor) nas camadas de tecidos que cercam os órgãos do tórax. O mesotelioma pleural maligno (MPM) é a malignidade primária mais comum das camadas parietal e visceral que cobrem os pulmões (pleura). As vias diagnósticas atuais dependem de métodos invasivos, como a biópsia. Um biomarcador de imagens seria um avanço significativo para detectar o MPM em seus estágios iniciais de forma não invasiva. Pesquisas recentes de sequências de imagens de RM (uma imagem de quatro dimensões) sugerem o perfil de intensidade média de voxels ao longo do tempo, em algumas áreas da pleura, como um potencial biomarcador para distinguir entre mesotelioma benigno e maligno. Se os perfis apresentarem um padrão de curva denominado Early Contrast Enhancement (ECE), o paciente tem um tumor maligno. O M.Sc. O projeto (#2022/03754-5) visa desenvolver uma técnica de análise de imagem semiautomática para identificar essas áreas da pleura a partir de imagens de RM em quatro dimensões e verificar a eficácia do biomarcador sugerido na distinção do mesotelioma maligno de outras doenças pleurais. O estudo será desenvolvido em cooperação com o projeto PREDIC-Meso da Universidade de Glasgow. Esta proposta de pesquisa BEPE é avaliar e aprimorar a técnica proposta durante o estágio de 6 meses na Universidade de Glasgow, supervisionado pelo Dr. Kevin Blyth (coordenador do projeto). O estágio será crucial para ter acesso ao seu conjunto de dados de imagens e treinar os médicos para usar nossa ferramenta de software com a técnica proposta para validação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)