Busca avançada
Ano de início
Entree

Transporte de campos magnéticos e raios cósmicos no meio interestelar turbulento

Processo: 22/10102-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica do Meio Interestelar
Pesquisador responsável:Reinaldo Santos de Lima
Beneficiário:Camila Naomi Koshikumo
Instituição Sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Campo magnético   Meio interestelar   Raios cósmicos   Reconexão magnética   Turbulência
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:campos magnéticos | magneto-hidrodinâmica | meio interestelar | raios cósmicos | reconexão magnética | turbulência | Campos magnéticos e raios cósmicos.

Resumo

Turbulência, campos magnéticos e raios cósmicos estão presentes no meio interestelar da Galáxia e estão fortemente conectados através de processos de plasma complexos, como o dínamo turbulento, o espalhamento e a aceleração dos raios cósmicos pela turbulência, a geração de turbulência pelas instabilidades produzidas pelos próprios raios cósmicos. Com efeito, a turbulência pode controlar o transporte dos campos magnéticos e raios cósmicos. O transporte de fluxo magnético em nuvens moleculares é um ingrediente chave para se compreender diferentes processos envolvidos na formação estelar, e o transporte dos raios cósmicos nos entornos dos choques de supernovas é também crítico para se entender como o processo de aceleração dos raios cósmicos galácticos acontece. Mesmo a previsão e a interpretação da radiação produzida pelos raios cósmicos depende da compreensão de como eles são transportados no meio interestelar. Há diversas questões ainda em aberto sobre estes fenômenos astrofísicos. Neste projeto, estudaremos os mecanismos básicos do transporte de fluxos magnéticos em presença de turbulência magnetohidrodinâmica (MHD), e como os raios cósmicos difundindo à frente de um choque podem amplificar os campos magnéticos e influenciar a própria eficiência do confinamento e aceleração destas partículas nesta região. Desenvolveremos experimentos numéricos através de simulações MHD 3D e Particle-in-Cell-MHD 2D para caracterizar quantitativamente os efeitos da turbulência no transporte dos campos magnéticos e partículas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)