Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulações em longo prazo do metabolismo de lipoproteínas materno decorrentes do uso de glicocorticóides durante a gestação

Processo: 21/12441-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2022
Vigência (Término): 31 de outubro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Gabriel Forato Anhê
Beneficiário:Carolina Vieira Campos
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Fisiologia endócrina   Metabolismo energético   Lipoproteínas   Glucocorticoides   Gravidez   MicroRNAs   Transtornos do metabolismo   Modelos animais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Glicocorticóides | Metabolismo energético | metabolismo materno | MicroRNAs | Fisiologia Endócrina

Resumo

O parto prematuro está associado a uma maior prevalência de distúrbios metabólicos e cardiovasculares bem como Hipercolesterolemia e Aterosclerose nas mães ao decorrer da vida. A participação de miRNAs neste modelo ainda não está caracterizada, mas sabe-se que a família do miR-33 exerce controle sobre os genes ABCA1 e ABCG1, envolvidos no metabolismo lipídico, e níveis exossomais de miR-92 podem interferir na função do tecido adiposo marrom. Dados prévios de nosso laboratório mostraram que a corticoterapia em gestantes pré-termo pode ser um fator crucial neste processo uma vez que está relacionada a maior adiposidade e alterações de parâmetros bioquímicos maternos, além de modular miRNAs carregados por lipoproteínas. Objetivos: O objetivo central deste projeto é avaliar alterações a longo prazo do perfil de miRNAs envolvidos no metabolismo lipídico e associar ao risco de desenvolvimento de distúrbios metabólicos com potencial para eventos coronarianos em ratas tratadas com glicocorticoide durante a gestação. Métodos: Serão usadas ratas Wistar fêmeas tratadas ou não com dexametasona durante o último terço da gestação (14°-19° dias). Ao completarem um ano de vida, as ratas mães serão eutanasiadas para coleta de sangue, fígado e tecido adiposo. As amostras serão usadas para análise da expressão dos miRNAs por qPCR e alvos de interesse por western blot. O cultivo de células THP-1 será realizado para identificar se o miR-92 e o miR-33 modulam a expressão dos genes-alvo ABCA1 e ABCG1 em mulheres que receberam corticoterapia durante a gestação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)