Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação do alívio da acidez do solo e nitrogênio sobre o acumulo de carbono estável

Processo: 22/10355-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 23 de janeiro de 2023
Vigência (Término): 23 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Ciro Antonio Rosolem
Beneficiário:Maria Gabriela de Oliveira Andrade
Supervisor: Alan Joseph Franzluebbers
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa: North Carolina State University (NC State), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:20/07559-7 - Interação da correção da acidez do solo com nitrogênio no acúmulo de carbono estável no solo, BP.DR
Assunto(s):Carbono   Nitrogênio   Fertilidade do solo   Plantio direto
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:carbon | Nitrogen | Fertilidade do solo

Resumo

O efeito do plantio direto no acúmulo de C do solo é bem conhecido, e o C lábil do solo tem sido relacionado à quantidade de palha no sistema (Tivet et al., 2013). No entanto, o acúmulo de C estável, ligado aos minerais do solo, é mais interessante devido à sua maior resiliência. Os sistemas de conservação agrícola são conhecidos por melhorar a agregação do solo (Madari et al., 2005), e agregados menores acumulam C estável (Carmeis et al., 2018), que por sua vez depende da disponibilidade de pontes catiônicas (Castro et al., 2015). O efeito de cada um desses fatores é conhecido, mas pouco se sabe sobre sua interação. Assim, a hipótese é que o uso da calagem mais a adição de N a um sistema de produção sob plantio direto pode resultar em um maior acúmulo de C estável do que qualquer fator isolado. Assim, o objetivo desta pesquisa é avaliar o efeito da aplicação de calcário e gesso, associada ou não à adubação nitrogenada, na agregação do solo, acúmulo de carbono, fracionamento químico do carbono orgânico do solo, relacionando o acúmulo de carbono estável com as classes de solo. agregados em um sistema de produção com soja e milho consorciados com uma gramínea forrageira em regime de revezamento. Um experimento está sendo conduzido em condições de campo em Botucatu, SP, Brasil, onde a soja é cultivada no verão, seguida de milho consorciado com Megathyrsus Maximus cv Tanzânia como cultura de revezamento. Os tratamentos consistem em uma combinação de controle (sem aplicação de calcário e gesso), aplicação de calcário e aplicação de calcário + gesso, além de quatro doses de N aplicadas ao milho. O solo será amostrado nas profundidades de 0-10, 10-20, 20-40 e 0-60 cm. As classes de agregados serão separadas pelo método de peneiramento úmido e classificadas em: concreções de areia e ferro, macroagregados, microagregados e silte e argila. Nitrogênio e C, e a relação entre ácido húmico e ácido fúlvico no solo e agregados serão determinadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)