Busca avançada
Ano de início
Entree

Plasticidade e o dimorfismo entre as castas em sociedades de insetos

Processo: 22/11308-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2022
Vigência (Término): 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Convênio/Acordo: Research Foundation - Flanders (FWO)
Pesquisador responsável:Fábio Santos do Nascimento
Beneficiário:Mariana Pupo Cassinelli
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:21/05598-8 - A evolução da plasticidade e o dimorfismo entre as castas em sociedades de insetos, AP.R
Assunto(s):Comportamento animal   Insetos sociais   Neuroetologia
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Comportamento animal | Insetos Sociais | Neuroetologia

Resumo

A evolução da socialidade em formigas, abelhas e vespas e um exemplo essencial de uma transição maior na evolução, onde indivíduos passam a viver em sociedades caracterizadas pela presença de uma avançada divisão reprodutiva do trabalho. Em espécies primitivamente eussociais, a alocação aos papeis reprodutivos e nao-reprodutivos na colônia e altamente plástica, enquanto em espécies eussociais mais avançadas, rainhas e operarias são morfologicamente distintas. Recentemente foi demonstrado que a plasticidade em uma espécie de formiga primitivamente eussocial mostrou mudanças reversíveis no volume do cérebro em função do papel reprodutivo, com fêmeas reprodutoras reduzindo seus tamanhos cerebrais para permitir para um investimento na produção de ovos. No presente projeto, nós iremos estudar a ocorrência desta plasticidade das castas na função do papel reprodutivo em uma variedade de espécies de formigas, vespas e abelhas, usando-se uma combinação de técnicas genômicas, microscopia confocal e fluorescência e experimentos comportamentais associada à ecologia química. Isso nos permitira estudar os padrões de mudança na evolução da plasticidade comportamental em insetos eussociais, incluindo possíveis trade-offs de tecido e mudanças na modularidade nos padrões de expressao de genes cerebrais. Alem disso, estudaremos como planos básicos de genes regulatórios pre-existentes em vespas eussociais primitivas poderiam ter fundamentado a base para a evolução de castas morfologicamente definidas em insetos eussociais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)