Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da diacereína sobre citocinas envolvidas na formação e reabsorção óssea na periodontite induzida em molares de ratos

Processo: 22/07682-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Cerri
Beneficiário:Gabriella de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Osso alveolar   Osteoblastos   Osteoclastos   Remodelação óssea
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:osso alveolar | osteoblastos | osteoclastos | periodontite experimental | Remodelação óssea | Biologia Óssea/Histologia

Resumo

A periodontite é uma doença multifatorial desencadeada pela resposta do hospedeiro frente o acúmulo de bactérias no sulco gengival, podendo ser influenciada por fatores sistêmicos, ambientais, fármacos, dentre outros. A progressão da periodontite é mediada por alguns agentes bioativos como as interleucinas (IL), as metaloproteinases da matriz (MMP) e fatores de transcrição que interagem por meio das vias de sinalização que estimulam a osteoclastogênese e inibem a atividade osteoblástica, favorecendo a atividade reabsortiva. A diacereína, por sua vez, é um fármaco anti-inflamatório capaz de inibir mediadores como TNF-± e IL-1, desenvolvida para o tratamento de osteoartrite, a qual possui uma fisiopatologia similar à periodontite. O objetivo do estudo será avaliar os efeitos da diacereína administrada em ratos com periodontite, particularmente, sobre os tipos de células inflamatórias na mucosa gengival (leucócitos, linfócitos T e/ou macrófagos) e citocinas envolvidas na formação e atividade de osteoblastos e osteoclastos. Serão utilizados 132 ratos Holtzman, distribuídos nos grupos GPD (grupo com DP tratado com diacereína), GPS (grupo com DP tratado com solução salina) e GC (Grupo Controle; periodonto saudável). A DP será induzida com inserção de um fio de algodão no colo cervical do 1o molar superior direito. Após 7 dias, a ligadura será removida, os animais do GPD receberão, diariamente, 100mg/kg de diacereína por gavagem enquanto que os animais do GPS receberão solução fisiológica durante 7, 15 e 30 dias. Para inclusão em parafina, 6 animais de cada grupo (GPD, GPS e GC) serão sacrificados em cada período. Os fragmentos de maxila com os molares do lado direito serão removidos, fixados em formaldeído (pH 7,2), descalcificados em EDTA e, então, serão desidratados, diafanizados e incluídos em parafina. De cada espécime (maxila), cortes sagitais não seriados serão corados com hematoxilina e eosina (HE) para análise morfológica. V-ATPase e metaloproteinase da matriz-9 (MMP-9), enzimas associadas com a atividade de osteoclastos, serão também detectadas. Cortes não seriados também serão submetidos às reações imuno-histoquímicas para detecção de CD45, CD4, CD8, mac387, IL-1², NF-kB (fator nuclear kappa B), fosfatase alcalina, osterix, IL-10 e o nº de células imunopositivas será obtido. A análise ultraestrutural da superfície do processo alveolar será realizada para observar as características de osteoblastos e osteoclastos. Amostras da mucosa gengival serão removidas e armazenadas a -80º C para avaliar a expressão de citocinas inflamatórias Tnf- ± e Il-1² (citocinas alvo da diacereína), bem como Nf-kb, Rankl e OPG fatores necessários para a diferenciação de osteoclastos, por RT-qPCR. TNF-±, IL-1², NF-kB, IL-6, IL-10, RANKL, OPG e MMP-9 serão também avaliados por Western blot (4 amostras de cada grupo/período). Os dados quantitativos serão submetidos à análise de variância de dois fatores (two-way ANOVA) e pós-teste de Tukey (p < 0,05).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)