Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações nos mediadores inflamatórios e miocinas induzidos pela maratona em diferentes genótipos do polimorfismo da ECA I/D

Processo: 22/00909-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2022
Vigência (Término): 31 de agosto de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Maria Fernanda Cury Boaventura
Beneficiário:Duane Cardoso de Menezes
Instituição Sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação   Maratona   Músculos   Polimorfismo genético   Mediadores da inflamação   Técnicas de genotipagem   Reação em cadeia por polimerase (PCR)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:enzima conversora de engiotensina | execício | Inflamação | Polimorfismo | Fisiologia do esporte

Resumo

A maratona é um esporte de resistência muito comum atualmente, com a sua popularização a procura por assessorias e profissionais que pudessem auxiliar num maior rendimento nas competições tem aumentado. O exercício intenso pode gerar um estado pró-inflamatório devido à quebra de homeostasia do organismo, causado pela lesão do tecido muscular, assim como, a liberação de marcadores inflamatórios como IL-6, IL-8, IL10 e o musculo produz e secreta mediadores da inflamação como as miocinas, que são responsáveis pelo reparo e regeneração do tecido. Existem 650 tipos de miocinas, mas se conhece o papel biológico de 5% delas, dentre elas as mais estudadas no exercício aeróbico são, miostatina, irisina, IL-6, musclin, BNDF, GDF-15, decorin, apelin, IL-15, myonectin, SPARC e follistatin. O polimorfismo da ECA I/D, pode estar relacionado a uma maior ou menor eficiência do metabolismo energético em maratonistas, e inflamação do musculo. O estudo será realizado com amostras de 120 participantes do sexo masculino com idade entre 25 e 54 anos, sem doença cardiovascular ou metabólica pré-existente, com no mínimo um ano de treinamento de corrida que completaram a Maratona Internacional de São Paulo de 2017, 2018 e 2019. a determinação de mediadores inflamatórios será realizado através da técnica enzyme - linked immunosorbent assay, e para as miocinas, será utilizada a técnica milliplex, a genotipagem do polimorfismo da ACE terá sua analise através do método PCR em tempo real.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)