Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do efeito das vesículas extracelulares de modelos de Carcinoma Oral na modulação de neutrófilos

Processo: 21/08034-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2022
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Adriana Franco Paes Leme
Beneficiário:Larissa Tinô de Carvalho Silva
Instituição Sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (Brasil). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/18496-6 - O papel do álcool na transformação de células orais mediada por vesículas extracelulares, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias   Neoplasias bucais   Vesículas extracelulares   Neutrófilos   Etanol   Terapêutica
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Neoplasias cavidade oral | neutrófilos | tolerância imune | vesículas extracelulares | Câncer

Resumo

O Câncer é uma causa importante de morbidade e mortalidade em todo o mundo. Para o início e progressão do Câncer é necessária a colaboração entre as células tumorais e o microambiente tumoral, sendo uma das formas de comunicação por meio de Vesículas Extracelulares (VEs). O microambiente tumoral é composto por diferentes subconjuntos de células, dentre elas os neutrófilos. Os neutrófilos são células do sistema imunológico, suas principais funções são o reconhecimento e ligação de estruturas patogênicas, fagocitose, degranulação, formação de armadilha extracelular de neutrófilos, estão frequentemente associados à inflamação e ao combate a infecções. Os neutrófilos não são mais considerados somente como células de resposta imediata, pois possuem funções diversas em todos os estágios do Câncer, tanto pró-quanto antitumorais. Essas células se acumulam no sangue periférico de pacientes com Câncer, especialmente em estágios avançados. Os neutrófilos associados a tumores (TANs) vem sendo estudados por seus papeis no desenvolvimento tumoral através da secreção de citocinas e fatores de crescimento. Além disso, podem influenciar a formação de metástases e à supressão das respostas imunes antitumorais. No entanto, este papel dos neutrófilos durante a formação e progressão do Câncer ainda não foi bem definido, tornando-se alvo de pesquisas atuais. Diante disso, propomos avaliar os efeitos das VEs derivadas de fibroblastos e queratinóticos primários e de biópsia de Câncer de Boca em co-cultura com neutrófilos, investigando os potenciais efeitos quanto a diferenciação e atividade dos neutrófilos. Espera-se com esse projeto entender a iniciação de Câncer Oral por meio da resposta dos neutrófilos à estímulos das vesículas tratadas com álcool e, com isso, explorar as vias de sinalização que permitiram o escape dos neutrófilos frente aos estímulos do álcool. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE CARVALHO-SILVA, LARISSA TINO; NORMANDO, ANA GABRIELA C.; SA, JAMILE DE OLIVEIRA; DOS SANTOS, ERISON SANTANA; DE ROSSI, TATIANE; BUSSO-LOPES, ARIANE FIDELIS; DE OLIVEIRA, ANA KARINA; LEME, ADRIANA F. PAES. Extracellular vesicles in carcinoma microenvironment. BIOCHEMICAL SOCIETY TRANSACTIONS, v. N/A, p. 11-pg., . (21/08034-8, 22/04490-1, 21/03319-4, 19/09692-9, 21/05965-0, 18/18496-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.