Busca avançada
Ano de início
Entree

Políticas de reconhecimento e sofrimento social: uma consideração psicanalítica dos usos estratégicos e conceituais de identidade

Processo: 22/06655-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2022
Vigência (Término): 31 de agosto de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Christian Ingo Lenz Dunker
Beneficiário:Bruno Kinoshita
Instituição Sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Psicanálise   Identidade   Reconhecimento   Sofrimento   Espaço público   Jacques Lacan
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Identidade | Lacan | Psicanálise | reconhecimento | sofrimento | Psicanálise

Resumo

A mobilização das pautas de políticas identitárias tem ascendido enquanto fenômeno central para as reflexões das ciências sociais e políticas nas últimas décadas, impulsionados por formulações que se debruçaram sobre os temas do reconhecimento e da identidade. Um recorte possível dentro desta temática é a de que a emergência dessas teorias vem se preocupando em posicionar a pauta do sofrimento de experiências identitárias enquanto categoria crucial para se pensar a racionalidade das demandas de reconhecimento, de articulação política e de amparo social. Estes desdobramentos, por sua vez, exigem muitas vezes uma leitura de um reconhecimento confirmativo da alteridade, no qual as experiências de sofrimento obteriam seu valor de legitimidade e elaboração, a partir de suas conjugações a determinadas noções de identidade de cunhos predicativas e nominativas. Por outro lado, há numerosos trabalhos que buscam propor, a partir da psicanálise lacaniana, um questionamento crítico dos conceitos de identidade e do encontro com a alteridade: este debate será caro, pois a psicanálise, ao ter muitas vezes sua dimensão clínica posicionada nos espaços públicos como clínica do sofrimento psíquico, não poderá estar alheia à conjugação deste com as coordenadas identitárias atuais. Assim, pretende-se, por meio de instrumentos teóricos oferecidos por Lacan, investigar este ponto de tensão que aproxima experiências de determinação identitária às experiências de sofrimento e amparo, em busca de avançar em uma possível sistematização de pontos de convergência ou divergências conceituais. Esta investigação exigirá levar em conta a concepção lacaniana de sujeito descentrado, de alienação do eu e de plano expressivo de semblantes de forma a progredir na compreensão das implicações conceituais e estratégicas do termo "identidade". (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)