Busca avançada
Ano de início
Entree

Trajetórias do perímetro cefálico na primeira infância em Cruzeiro do Sul, Acre: fatores associados e relação com desenvolvimento infantil

Processo: 22/03400-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2022
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Marly Augusto Cardoso
Beneficiário:Isabel Giacomini Marques
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/00270-6 - Estudo MINA - Materno-Infantil no Acre: coorte de nascimentos da Amazônia Ocidental Brasileira, AP.TEM
Assunto(s):Epidemiologia nutricional   Desenvolvimento infantil   Nutrição infantil   Saúde da criança   Cefalometria   Primeira infância   Cruzeiro do Sul (AC)

Resumo

São poucos os estudos longitudinais sobre o desenvolvimento infantil, principalmente em países de baixa e média renda, sendo ainda mais escassos dados na Região Amazônica. O presente estudo visa investigar determinantes da saúde e estado nutricional no início da vida e sua relação com o desenvolvimento infantil e transtornos de comportamento de pré-escolares na coorte de nascimentos MINA-Brasil. Entre julho de 2015 e junho de 2016, mães e bebês foram recrutados na única maternidade do município de Cruzeiro do Sul, Acre, Amazônia Ocidental Brasileira. Com 1246 pares mãe-bebê elegíveis na linha de base, os participantes foram acompanhados aos 6-8 meses, 1, 2 e 5 anos de idade. A hipótese central do presente projeto é que fatores intergeracionais e perinatais estejam associados ao crescimento cefálico até os 2 anos de vida, impactando no desenvolvimento infantil e em transtornos de comportamento aos 5 anos de vida. Este projeto inclui cinco objetivos principais: I) revisar sistematicamente o papel do aleitamento materno e perímetro cefálico nos dois primeiros anos de vida (artigo 1); II) avaliar consistência interna das escalas da versão para os pais do Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ-P) em nossa população de estudo (artigo 2); III) investigar fatores associados à transtornos de comportamento em pré-escolares no contexto da pandemia da COVID-19 (artigo 3); IV) investigar relação entre estado nutricional e desenvolvimento infantil aos dois anos de idade (artigo 4); V) investigar trajetórias de crescimento do perímetro cefálico e sua associação com o desenvolvimento infantil e o comportamento na idade pré-escolar (artigo 5). Os resultados contribuirão para a definição de prioridades para políticas de promoção ao desenvolvimento infantil adequado, visando à redução das desigualdades em contextos de vulnerabilidade social. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)