Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial de bactérias probióticas bacteriocinogênicas em tilápia nilótica (Oreochromis niloticus)

Processo: 22/05882-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2022
Vigência (Término): 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Ricardo Pinheiro de Souza Oliveira
Beneficiário:Iara Lima Reis
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/25511-1 - Bioprospecção de bactérias probióticas bacteriocinogênicas: da otimização do cultivo à aplicação em sistemas de produção animal, AP.TEM
Assunto(s):Biotecnologia   Probióticos   Bacteriocinas   Oreochromis niloticus   Streptococcus agalactiae   Técnicas histológicas
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:bacteriocinas | Oreochromis niloticus | probioticos | Streptococcus agalactiae | Biotecnologia

Resumo

Atualmente a carne de tilápia é uma das mais fontes de proteína mais consumidas e a sua demanda tem crescido ao longo das últimas décadas, contudo, altas taxas de mortalidade associadas a infecções bacterianas têm prejudicado a produtividade representando um obstáculo para o crescimento do setor. Evidências demonstraram que o uso de antibióticos, principal método associado ao controle de doenças bacterianas, contribui para a seleção de micro-organismos resistentes. Em razão disto, investigam-se recursos biotecnológicos alternativos com potencial antimicrobiano. Probióticos, sobretudo, pertencentes ao grupo das bactérias produtoras de ácido lático (BAL), têm sido considerados alternativas eficientes, pois melhoram a imunidade e o desenvolvimento de seus hospedeiros e produzem metabólitos com atividade antimicrobiana. Neste contexto, o principal objetivo do presente estudo é avaliar a eficácia de cepas bacteriocinogênicas isoladas de ambiente aquático na suplementação probiótica de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). Para tal propósito será feita uma avaliação comparativa em relação aos efeitos resultantes da suplementação probiótica de cepas individuais e de misturas contendo cepas compatíveis. Complementarmente, também será investigada a capacidade protetiva do probiótico, ao desafiar peixes previamente saudáveis com o patógeno Streptococcus agalactiae, e dessa forma, será comparado o efeito de peixes tratados e não tratados. Ao longo dos experimentos serão avaliados parâmetros zootécnicos e análises histológicas do intestino e do fígado para mensurar o impacto da administração dos probióticos no estado de saúde do animal.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)