Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito imunopotencializador do adjuvante molecular RS09 em uma formulação vacinal peptídica contra a esporotricose

Processo: 22/06107-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2022
Vigência (Término): 31 de julho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Iracilda Zeppone Carlos
Beneficiário:Leandra de Sousa Queiroz
Instituição Sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Vacinas   Esporotricose   Resposta imune   Peptídeos   Imunogenicidade
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:esporotricose | peptídeo | resposta imune | Rs09 | Vacina | Vacinas

Resumo

A esporotricose é uma infecção fúngica subcutânea de evolução subaguda ou crônica, causada por espécies patogênicas do gênero Sporothrix. Apresenta uma distribuição geográfica cosmopolita e é considerada uma zoonose endêmica no Brasil, transmitida por gatos infectados por S. brasiliensis, espécie mais patogênica dentre o gênero Sporothrix. Casos de esporotricose eram apenas relatados no Estado do Rio de Janeiro, mas hoje a doença é considerada um problema de saúde pública, sendo frequentemente notificada nos 26 estados do Brasil. Diante da problemática, a vacinação profilática e/ou terapêutica para gatos tem sido proposta como uma alternativa promissora na redução da transmissão zoonótica da doença. Estudos prévios mostraram que uma mistura de peptídeos da enolase de Sporothrix spp, formulados com o adjuvante de Freund, induziram resposta imune protetora em camundongos BALB/c desafiados com S. brasiliensis. Embora seja um resultado animador, o perfil de resposta imune (Th1/Th2 e Th17) induzido pela formulação peptídica foi evidentemente estimulado pelo adjuvante de Freund, considerado tóxico para uso veterinário e humano. O peptídeo RS09, agonista sintético do receptor TLR-4, tem mostrado contribuir na indução de resposta imune Th1/Th17, quando formulado ou fusionado com diferentes antígenos recombinantes e peptídicos. Com base nesta propriedade e levando em consideração a proibição do adjuvante de Freund para uso clínico, propomos avaliar o efeito potencializador do peptídeo RS09 fusionado ao peptídeo 2765 da enolase, o qual mostrou ser antigênico e imunogênico dentre a mistura peptídica escolhida da proteína enolase. Acreditamos que os resultados derivados do projeto poderão validar o uso do adjuvante RS09 em formulações peptídicas contra a esporotricose.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)