Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos funcionais e moleculares envolvidos nas ações do ácido biliar TUDCA na musculatura esquelética frente ao envelhecimento

Processo: 21/13917-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2022
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Helena Cristina de Lima Barbosa
Beneficiário:Marina dos Santos Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia endócrina   Envelhecimento da população   Músculo esquelético   Ácidos e sais biliares   Mecanismos moleculares   Sarcopenia

Resumo

Segundo a Organização Mundial da Saúde, espera-se que até 2050 a população mundial acima de 60 anos duplique, chegando a quase 2 bilhões. Além da maior propensão ao surgimento de doenças cardiovasculares, câncer, doenças neurodegenerativas e diabetes mellitus tipo II o envelhecimento também está relacionado a alterações na composição e morfologia corporal como o aumento de tecido adiposo e a diminuição da massa muscular. Em indivíduos idosos, a perda de massa muscular esquelética associada à perda da função deste tecido caracteriza a sarcopenia. Esta condição está associada à diversos fatores tais como a diminuição da absorção de nutrientes, aumento e cronicidade de inflamação em diversos tecidos, declínio da sinalização de hormônios como a insulina que refletem em uma maior ativação de vias de proteólise e diminuição da ativação de vias de síntese proteica no músculo. Assim, a sarcopenia diminui a mobilidade do indivíduo além de aumentar riscos de queda além do desenvolvimento ou agravamento de doenças metabólicas como diabetes e obesidade. Portanto, torna-se necessário o desenvolvimento de novos estudos que sejam capazes de elucidar os mecanismos da sarcopenia bem como estratégias capazes de atenuar esta condição. Os ácidos biliares têm se mostrado efetivos no tratamento de diversas doenças metabólicas em diversos modelos experimentais, dentre eles o ácido biliar tauroursodesoxicólico (TUDCA) se destaca por possuir uma ampla ação sistêmica, e baixa toxicidade em humanos. É conhecido que o TUDCA é capaz de reduzir estresse de retículo em diversos tipos celulares, atenuar danos do diabetes mellitus tipo I, além de aumentar a sensibilidade à insulina em tecidos periféricos. No tecido muscular esquelético, estudos ainda mostram que o TUDCA é capaz de atenuar a atrofia muscular em animais submetidos a tratamento com dexametasona a, compensando os efeitos maléficos do medicamento no tecido, por mecanismos ainda não elucidados. Dados preliminares desse estudo mostram que camundongos senis com 18 meses de idade possuem uma perda significativa de massa muscular nos músculos gastrocnêmio, sóleo, tibial anterior e extensor longo dos dedos, bem como uma drástica redução de sua força quando comparados à animais controle. Todas estas alterações foram atenuadas após o tratamento com TUDCA, mostrando um potencial benéfico deste ácido biliar na atenuação da sarcopenia neste modelo. Embora as ações benéficas do TUDCA envolvidas na manutenção do tecido muscular já tenham sido observadas, pouco se sabe sobre os mecanismos moleculares pelos quais este ácido biliar atua, principalmente em modelos onde a perda de massa muscular está relacionada ao envelhecimento. Assim, considerando as alterações funcionais e moleculares referentes à perda de massa e função muscular, e nossos resultados preliminares, este projeto tem como objetivo investigar o papel do ácido biliar TUDCA sobre a atenuação da sarcopenia em camundongos senis tratados com este ácido biliar, bem como elucidar seus mecanismos de ação em células musculares esqueléticas C2C12. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)