Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos moleculares envolvidos na redistribuição subcelular de IFITM3 pelo HIV-1

Processo: 22/03485-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 20 de outubro de 2022
Vigência (Término): 19 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Pesquisador responsável:Luis Lamberti Pinto da Silva
Beneficiário:Cristina Santos da Costa
Supervisor: Akira Ono
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Michigan, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:19/27725-1 - Estudo dos mecanismos pelos quais Nef do HIV-1 promove a infecciosidade viral neutralizando fatores de restrição da célula hospedeira, BP.DD
Assunto(s):Vírus   HIV   Mecanismos moleculares   Sinalização intracelular   Antivirais   Interações hospedeiro-patógeno
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Fator de restrição | gag | Hiv | Ifitm3 | nef | Sistema de endomembranas | Tráfego intracelular de proteínas

Resumo

O envelope do HIV-1 é composto por lipídios derivados da membrana plasmática, no qual estão inseridos trímeros das glicoproteínas virais, além de proteínas oriundas da célula hospedeira. O complexo processo de montagem das partículas virais é orquestrado principalmente pela proteína Gag do HIV-1, uma proteína estrutural que é fundamental para organizar a montagem dos vírus e a formação dos domínios de brotamento a partir da membrana plasmática. A proteína transmembrana induzida por interferon 3 (IFITM3) é uma proteína antiviral que pode ser incorporada ao envelope do HIV-1 durante a montagem das partículas virais, resultando em uma menor infecciosidade da progênie viral. Embora a atividade anti-HIV-1 de IFITM3 esteja bem documentada, os mecanismos moleculares envolvidos no recrutamento de IFITM3 para locais de montagem dos vírus, bem como os fatores responsáveis pelo escape do HIV-1 de sua atividade antiviral são pouco compreendidos. Nossos resultados preliminares mostraram um possível papel de Gag no recrutamento de IFITM3 para a membrana plasmática. Além disso, nossos dados preliminares também sugerem que a proteína acessória Nef do HIV-1 pode modificar a distribuição subcelular de IFITM3, provavelmente interferindo em sua função antiviral. Portanto, propomos investigar o papel de Gag e Nef no tráfego subcelular de IFITM3 com mais detalhes. Além disso, gostaríamos de investigar as consequências da redistribuição de IFITM3 mediada por Gag e Nef no contexto da infecção. O presente estudo ampliará o conhecimento sobre a imunidade antiviral intrínseca da célula hospedeira e como o HIV-1 evade tais respostas, contribuindo para um melhor entendimento das interações patógeno-hospedeiro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)