Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel da agricultura do Cerrado na mitigação das mudanças climáticas: intensificação de agroecossistemas e balanço de carbono no solo

Processo: 21/14989-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2022
Vigência (Término): 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Pellegrino Cerri
Beneficiário:Jorge Luiz Locatelli
Instituição Sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Empresa Sede:Universidade de São Paulo (USP). Escola Politécnica (EP)
Vinculado ao auxílio:20/15230-5 - Centro de Pesquisa e Inovação de Gases de Efeito Estufa - RCG2I, AP.PCPE
Assunto(s):Matéria orgânica do solo   Manejo do solo   Mudança climática   Gases do efeito estufa   Cerrado   Ecossistemas agrícolas   Carbono no solo   Agricultura sustentável
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Diversificação de sistemas | Gases do efeito estufa | Manejo do solo | Dinâmica da matéria orgânica

Resumo

A intensificação das atividades antrópicas e o aumento da concentração dos Gases do Efeito Estufa (GEE) na atmosfera têm acentuado o processo de mudanças climáticas. A Mudança do Uso da Terra (MUT), e a consequente perda de Matéria Orgânica (MO) do solo em áreas agrícolas é vista como uma das atividades que mais contribuem para as emissões dos GEE no Brasil. Neste sentido, a adoção de práticas de manejo é fundamental para mitigar as mudanças climáticas e garantir o desenvolvimento sustentável agricultura. O objetivo do presente projeto é avaliar os impactos da conversão de mata nativa para uso agrícola em diferentes níveis de intensificação no balanço de carbono (C) do solo, e na qualidade da MO na região do Cerrado brasileiro. Amostras de solo serão coletadas até 1 m de profundidade, nas localidades de Sapezal - MT, Costa Rica - MS, e Cristalina - GO. Os tratamentos compreenderão áreas manejadas sob diferentes sistemas de preparo do solo (sistema convencional e plantio direto), e níveis de intensificação de culturas (sucessão e rotação de cultivos). Serão quantificadas as alterações nos estoques totais de C e N do solo, bem como nas frações da MO obtidas por meio do fracionamento físico da MO. Adicionalmente, serão mensurados os fluxos dos gases CO2, N2O e CH4, que posteriormente serão utilizados para estimar do balanço de C do solo. Finalmente, técnicas espectroscópicas como a ressonância magnética nuclear serão utilizadas para avaliação das alterações na composição da MO. Os dados obtidos serão submetidos a análise da variância, e quando significativos, ao teste de comparação de médias Tukey (p < 0,05). Técnicas multivariadas serão aplicadas para a identificação da relação entre as variáveis mensuradas e os sistemas avaliados. Os resultados contribuirão no aprimoramento de sistemas produtivos que sejam capazes de gerar um balanço de C positivo no solo, contribuindo para o desenvolvimento de uma agricultura sustentável na região do Cerrado. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)