Busca avançada
Ano de início
Entree

Crise Migratória e os Processos de Recepção de Venezuelanos no Brasil, Colômbia, Equador e Peru

Processo: 22/04706-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Pesquisador responsável:Sérgio Luiz Cruz Aguilar
Beneficiário:Gabriella de Souza Vono
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:19/23811-0 - Crise migratória e os processos de recepção de venezuelanos no Brasil, Colômbia, Equador e Peru, AP.R
Assunto(s):Migrações   Securitização   Migração internacional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Estigmatização | Gerenciamento de Crises | migrações | migrações venezuelanas | Políticas Migratórias | Securitização | Migrações internacionais

Resumo

A crise política, econômica e social na Venezuela resultou em uma migração em massa que atingiu alguns países latino americanos. Países como Brasil, Colômbia, Equador e Peru viveram, pela primeira vez em sua história, a situação de ter que lidar com a chegada em massa de migrantes. No final de 2018 mais de 3.314.000 venezuelanos haviam deixado o país. A maior parte deles se dirigiu para a Colômbia, o Peru e o Equador. O Brasil recebeu cerca de 180 mil migrantes. Esse movimento migratório resultou em respostas dos governos desses países que incluíram diferentes processos de recepção que, em geral, envolveram instituições nacionais e internacionais. Dessa forma, as atividades tiveram que ser coordenadas num processo interagências e, de alguma forma, sob o prisma do gerenciamento de crises. Durante esse processo de acolhida as percepções de migrantes (em relação aos processos) e locais (em relação aos migrantes) se tornaram relevantes e, provavelmente impactaram as ações seguintes em dois sentidos, na decisão dos migrantes quanto ao seu destino e nas medidas para sua incorporação na sociedade local/nacional por parte das autoridades. Nesse sentido, a pesquisa pretende analisar os processos de recepção de migrantes/refugiados venezuelanos no Brasil, Colômbia, Equador e Peru, comparando os processos nos quatro casos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)