Busca avançada
Ano de início
Entree

Analisando os serviços hidroecossistêmicos das áreas urbanas verdes e a eficiência das soluções baseadas na natureza (NbS) para remover nutrientes das águas superficiais e subterrâneas

Processo: 22/02220-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2026
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Reginaldo Antonio Bertolo
Beneficiário:Vinicius Rogel Paulino de Oliveira
Instituição Sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:20/15434-0 - SACRE: soluções integradas para cidades resilientes, AP.TEM
Assunto(s):Fitorremediação   Hidrogeologia   Área urbana   Áreas verdes   Águas subterrâneas   Águas de superfície   Recarga de aquíferos   Poluição da água   Lençóis freáticos   Rio Bauru
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Águas subterrânes contaminadas | Disponbilidade hídrica | fitorremediação | Recarga manejada de aquíferos | Remediação de aquíferos | Soluções baseadas na natureza | Hidrogeologia

Resumo

As "Soluções baseadas na Natureza" (NbS) empregam ou mimetizam processos naturais realizados pelos solos, plantas e o ciclo hidrológico, para aumentar a disponibilidade de recursos hídricos e recuperar (reabilitar) a qualidade da água. Sua eficiência econômica e eficácia na garantia do abastecimento de água são cada vez mais estudadas para o abastecimento de água menos onerosas e ecologicamente mais sustentáveis do que os métodos tradicionais baseados em engenharia. O uso da cobertura vegetal, por exemplo, pode restaurar os serviços ecossistêmicos associados à proteção dos recursos hídricos. No entanto, são poucos os estudos relacionados a aquíferos, e tais estudos são praticamente inexistentes no Brasil. A fitorremediação é um dos NbS que utilizam plantas e árvores e suas interações com microrganismos para tratar solos e águas poluídas. Embora a fitorremediação tenha sido utilizada para remoção de nitrato da água por espécies arbóreas exóticas e por eucalipto, nenhum experimento testou o desempenho da cobertura vegetal com espécies específicas para São Paulo, nem analisou o ambiente geoquímico sob a vegetação, ou como isso pode auxiliar no processo de tratamento de águas subterrâneas e a indução de desnitrificação. O desafio científico é avaliar a eficiência das áreas verdes urbanas em melhorar a qualidade das águas subterrâneas e aumentar a disponibilidade de água por meio de mudanças induzidas nos componentes do ciclo hidrológico, como escoamento/infiltração, recarga/evapotranspiração/intercepção e irrigação com água de outras fontes (MAR, recarga gerenciada do aquífero). Este projeto visa desenvolver um sistema em escala piloto para remediar aquíferos urbanos e rios contaminados por fontes dispersas e múltiplas com base na fitorremediação com floresta nativa (NbS) e técnica MAR. Metodologia: Um projeto em escala piloto será desenvolvido no Horto Florestal em Bauru para avaliar a capacidade de uso da fitorremediação aliada à recarga gerenciada de aquíferos para remover nutrientes e contaminantes emergentes das águas superficiais e subterrâneas. Uma área com árvores nativas adultas será irrigada com água contaminada de um pequeno afluente do Rio Bauru para testar o NbS baseado em fitorremediação. Em um outro experimento será injetada água contaminada no lençol freático e avaliar a capacidade de árvores adultas em tratá-la. Esta área será selecionada considerando o tipo de árvores, idade e profundidade do lençol freático. Serão construídos poços multiníveis de monitoramento para avaliar a eficiência do sistema com análises periódicas e contínuas de parâmetros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)