Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade microbiana e de fungos micorrízicos arbusculares na ciclagem de nutrientes e no desenvolvimento de plântulas de eucalipto em latossolo sob influência de diferente vegetação

Processo: 22/00976-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 30 de abril de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Sara Adrian Lopez de Andrade
Beneficiário:Gabrielle Henriquetto Cassiano
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia do solo   Nutrientes minerais do solo   Ciclagem de nutrientes   Atividade microbiana   Fungos micorrízicos   Eucalipto
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Atividade microbiana | ciclagem de nutrientes | Enzimas do solo | Eucalipto | Microbiologia do Solo / Nutrição de plantas

Resumo

O tipo de solo e a cobertura vegetal influenciam a composição da microbiota do solo e modulam sua atividade, o que está intimamente relacionado à ciclagem de nutrientes que são utilizados pelas plantas. Da mesma forma, a atividade enzimática do solo é influenciada pela atividade fisiológica das raízes que libera compostos que regulam o crescimento e atividade de microrganismos do solo. As relações entre plantas, seus simbiontes e a microbiota do solo são essenciais para a manutenção da produtividade e sustentabilidade de cultivos, como as florestas plantadas. O objetivo deste projeto é estudar a atividade microbiana e de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) de um latossolo de áreas com dois usos: plantio de eucalipto e vegetação secundária. Ainda será avaliada a interrelação da atividade microbiana com o desenvolvimento e nutrição de duas espécies de eucaliptos: Eucalyptus grandis e E. globulus. O projeto pretende avaliar a relação entre atividades enzimáticas relacionadas à ciclagem de nitrogênio (N), carbono (C) e enxofre (S) de solos recém coletados e após o crescimento das duas espécies de eucaliptos por um período de seis meses. Para isto será realizado um experimento de microcosmos em esquema fatorial 2 x 3, dois tipos de uso do solo: sob floresta de eucalipto, e sob vegetação de capoeira, e três tratamentos de planta: cultivo de E. grandis, cultivo de E. globulus e sem crescimento de planta, com 5 repetições para cada tratamento. Serão determinadas as atividades protease, urease, celulase, ²-glicosidase e arilsulfatase, assim como o C e N da biomassa microbiana e a respiração basal do solo, por ocasião da coleta dos solos, quanto após 5 meses do experimento de microcosmos. Esses resultados serão relacionados com a capacidade dos solos sustentarem o crescimento e o acúmulo de nutrientes nas plantas. Desta forma o projeto traz uma abordagem transdisciplinar entre microbiologia do solo e nutrição vegetal e que contribui com o entendimento da interrelação entre atividade microbiana e disponibilidade de nutrientes no sistema solo-planta. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)