Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional do lincRNA PVT1 associado ao receptor de andrógeno em Câncer de próstata

Processo: 21/13698-2
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2022
Vigência (Término): 09 de setembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Maria Gabriela Berzoti Coelho
Beneficiário:Gabriel Nakanishi Fortes
Instituição Sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/23693-5 - Mecanismos de ação de RNAs longos não-codificadores envolvidos nos programas de ativação gênica em eucariotos, AP.TEM
Assunto(s):Neoplasias da próstata   Linhagem celular   Androgênios   Processos de crescimento celular   Caracterização   Análise funcional
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Câncer de Próstata | Pvt1 | RNAs longos não codificadores | Estudos funcionais; biologia celular

Resumo

O Câncer de Próstata (PCa) é o segundo tipo de câncer mais diagnosticado em homens e, atualmente, corresponde a principal causa de morte relacionada a câncer no sexo masculino. O desenvolvimento do PCa é altamente dependente do receptor de andrógeno (AR), um fator de transcrição que medeia o efeito dos hormônios androgênicos e modula a transcrição de genes em células da próstata, promovendo sua ativação ou inibição. A terapia de privação androgênica pode suprimir o PCa, no entanto o AR pode sofrer alterações e se manter ativo mesmo em condições de privação hormonal. Os RNA longos não codificadores (lncRNAs), compostos por 200 ou mais nucleotídeos, estão associados ao desenvolvimento de câncer, uma vez que a desregulação de lncRNAs parece impactar funções celulares como proliferação, apoptose e indução de metástases. Estudos anteriores de nosso grupo revelaram que o lncRNA PVT1 está ligado ao AR em células LNCaP de PCa, sugerindo que o PVT1 está envolvido em um programa repressivo transcricional dependente de andrógeno, levando à inibição de genes supressores de tumor. Dessa forma, o presente estudo visa investigar os mecanismos celulares que são afetados pelo PVT1 no câncer de próstata. Através do silenciamento do PVT1 em linhagens celulares de PCa (LNCaP, VCaP e DU-145) cultivadas na presença ou ausência de hormônio androgênico, será avaliada a resposta das células com relação aos processos celulares de apoptose, proliferação e potencial de invasão. Os resultados obtidos permitirão um melhor entendimento da fisiopatologia da doença bem como indicar um novo e potencial alvo farmacológico.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)