Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos dos ácidos orgânicos, fitogênicos, probióticos e microminerais em relação a saúde de frangos de corte em alternativa aos antibióticos

Processo: 21/14555-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2022
Vigência (Término): 31 de março de 2023
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:José Roberto Sartori
Beneficiário:Amanda Bertazzoni Cirino
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Nutrição animal   Doenças infecciosas em animais   Alimentação animal   Microbioma gastrointestinal   Aditivos   Delineamento experimental   Frangos de corte
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:aditivos | órgãos | Perfil bioquímico do sangue | Nutrição de frangos de corte

Resumo

Na avicultura, alguns antibióticos são usados como aditivos em rações, visando diminuir a mortalidade e melhorar a produção dos animais, sendo empregados na prevenção de doenças infecciosas do trato gastrointestinal. Porém, seu uso prolongado pode causar riscos à saúde dos consumidores, visto que, é possível serem encontrados resíduos de antibióticos nos produtos de origem animal destinados ao consumo da população, ou ainda, resistência cruzada com outros antimicrobianos utilizados em terapêutica humana ou de animais. Por isso, são necessários estudos de novos aditivos melhoradores de crescimento que favorecem a microbiota intestinal em substituição ao uso dos antibióticos. Deste modo, está pesquisa será conduzida para avaliar o efeito dos ácidos orgânicos, probióticos, fitogênicos e microminerais associados ou não. Para isso, serão alojados 2.160 pintinhos machos, de corte, da linhagem Cobb500, com um dia de idade, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com 8 tratamentos e 9 repetições, totalizando 72 parcelas com 30 aves cada. Os tratamentos serão: T1: Controle Negativo (CN), Ração basal (RB) sem a inclusão de aditivos ou antibiótico; T2: CP, Controle Positivo, RB + antibiótico (Halquinol 60%); T3: RB + AGCC + AGCM + fitogênicos; T4: RB + AGCC + AGCM + fitogênicos + probiótico Bacillus subtilis; T5: RB + AGCC + fitogênicos; T6: RB + AGCC + fitogênicos; T7: RB + Fitogênicos; T8: RB + Cobre. Aos 21 e 42 dias de idade, as aves serão amostradas e será realizada a colheita de 4 mL de sangue de 9 aves/tratamento, uma por boxe, através da veia braquial para avaliar o perfil bioquímico sérico do colesterol, HDL, triglicérides, glicose, AST e ALT; e, estas aves serão sacrificadas para obtenção do peso relativo dos órgãos. Aos 42 dias, também será realizada a coleta de sangue para leucograma.(AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)